Guia de marketing digital para restaurantes

guia de marketing digital para restaurantes

Entenda neste Guia de Marketing Digital para Restaurantes quais são as principais estratégias para seu negócio e como elas podem te ajudar a ganhar mais dinheiro.

Você já se perguntou por que existem negócios de alimentação que são bem-sucedidos e sustentáveis, mesmo servindo algo simples, enquanto outros, com uma cozinha de melhor qualidade, sofrem para formar e manter sua clientela?

Uma das principais respostas para esse dilema está no marketing digital para restaurantes. Cada vez mais, o ambiente online exerce uma influência poderosa na sociedade, e isso indica que todo negócio que deseja ser reconhecido precisa de uma forte presença na internet.

Considerando essa nova lógica de publicidade e divulgação, uma pizzaria que oferece produtos premium, mas não tem estratégias para atingir o público nas plataformas digitais, pode ter bem menos retorno que um estabelecimento de delivery comum, mas que está sempre próximo dos consumidores, focando em aperfeiçoar a experiência do cliente.

Ou seja, para atrair e fidelizar, divulgar a marca e aumentar o ticket médio do estabelecimento, é pré-requisito desenvolver e aplicar estratégias de marketing online.

Neste e-book gratuito, preparamos um guia que compila as principais dicas de marketing digital para que o seu restaurante consiga aproveitar o que a internet tem a oferecer para aproximar o público e melhorar o desempenho das vendas!

1. Estar presente nas redes sociais

Fazer marketing digital para restaurantes não é possível sem as redes sociais. É por meio dessas plataformas que o negócio vai interagir com os clientes fazendo publicações para divulgar não só os produtos em si, mas também a marca, estabelecendo um espaço e um tom de voz para conversar com a sua persona (ou seja, o consumidor ideal).

O primeiro passo para aderir às redes sociais é, então, conhecer que tipo de consumidor é alvo do empreendimento. A partir disso, deve-se construir um plano de pauta para a publicação de conteúdos voltados à captação e à retenção de clientes.

Instagram e Facebook se destacam como as principais plataformas para fazer marketing digital e ampliar as possibilidades de conversão de vendas. Somadas as audiências das duas redes, em 2018 já eram mais de 3 bilhões de usuários no mundo. No entanto, a escolha por usar apenas essas ou mais redes, como LinkedIn e Pinterest, por exemplo, dependerá dos objetivos do negócio.

Para o mercado de alimentação, algumas das grandes vantagens de usar o ambiente das redes sociais são:

  • divulgar produtos, cardápios e promoções de modo eficiente;
  • engajar consumidores;
    estabelecer canais de
  • atendimento ágeis e personalizados.

Falando especificamente do Instagram e do Facebook, ambas as redes oferecem configurações específicas para a criação de perfis e páginas empresariais. Usando esses recursos, é possível melhorar a compreensão do funil de vendas, configurar anúncios segmentados e monitorar o engajamento dos usuários com as marcas nas plataformas.

Essa maior proximidade também é essencial para tornar o negócio conhecido a partir da palavra dos clientes. Estimulando ações de social paying (quando usuários que se sentem satisfeitos retribuem a atenção da marca através de uma impressão online), como reposts, comentários e compartilhamentos, o restaurante pode começar a conquistar um grupo de promotores online, aumentando a sua visibilidade.

Então, como o marketing digital é baseado nesse comportamento em rede, lembre-se: para a estratégia dar certo, estar presente nas plataformas sociais é um imperativo.

2. Produzir conteúdo relevante

Mais que vender algo, todo negócio transmite ideias e valores. Nesse sentido, o posicionamento de marca é um elemento central para que o marketing online tenha retorno positivo.

Todo empreendedor do mercado alimentício deve ter em mente que a forma como o estabelecimento se mostra e é visto na internet é tão importante quanto um cardápio bem planejado. A estratégia de comunicação precisa ser focada em quem faz o empreendimento girar: o cliente. Portanto, produzir conteúdo relevante é indispensável.

A melhor indicação para isso é popular as redes sociais com publicações interessantes para a persona, considerando as dores e os desejos dela. É necessário ir além dos produtos e serviços e focar em informações que mostrem ao público que o restaurante compartilha dos interesses dele e tem autoridade no assunto.

Esse tipo de estratégia, seja em postagens informativas, seja em ações promocionais, funciona em duas vias: ao mesmo tempo em que oferece mais credibilidade ao cliente, ajuda a empresa a se transformar em uma referência naquilo que vende. O ciclo de informações, aliado a um negócio físico que realmente entrega o valor prometido ao consumidor, é uma parte importante da estratégia, pois conecta o offline e o online.

Além de estar presente nas redes sociais para divulgar conteúdo, outros recursos importantes são o site profissional, o blog e o e-mail marketing. Nesses canais, é possível produzir conteúdos mais extensos, complementares e informativos, tanto sobre o próprio negócio (promoções, renovações no cardápio, formas de pedir e pagar) quanto sobre assuntos relacionados à área do empreendimento (receitas, dicas gastronômicas, sugestões de estabelecimentos parceiros).

Cada meio exige um formato diferente de conteúdo, porém, a identidade entre eles deve ser alinhada, de modo que, ao bater o olho, o cliente reconheça quem está falando. E como já vimos, o conteúdo precisa ser sempre relevante, de modo que a mensagem seja personalizada e melhore a imagem do restaurante perante o consumidor.

3. Use a geolocalização

Um grande problema para muitos restaurantes, principalmente os pequenos, é não serem encontrados online. E como os mecanismos de busca, especialmente o Google, tornaram-se as novas listas de endereço, cadastrar um negócio nesses bancos de dados é essencial para que os clientes possam chegar até ele.

Sabe quando você viaja por uma cidade no Google Maps e vê marcações para diversos serviços em regiões de interesse? Todos esses estabelecimentos estão catalogados por meio de geolocalização, permitindo que os usuários achem soluções mais facilmente e a partir de qualquer lugar, bastando conexão à internet.

Outra ferramenta interessante para complementar a entrega de informações é o Google Meu Negócio, usado não só para adicionar o endereço do empreendimento, mas inserir um perfil completo dele, com informações de expediente e localização e espaços para compartilhamento de fotos e interação dos usuários. Usando esse recurso, um restaurante consegue melhorar a sua visibilidade no Google Maps e, consequentemente, aumentar o volume de potenciais clientes.

Além disso tudo, a geolocalização também é muito importante para a segmentação de anúncios nas redes sociais. Pode parecer tentador, à primeira vista, divulgar tudo que é relacionado à empresa para uma vasta audiência. No entanto, principalmente quando falamos de campanhas promocionais, o que se busca é um retorno direcionado que, mais do que likes, garanta vendas concretas.

Ou seja, é preciso voltar ao conceito inicial de conhecer a persona. Com essa informação, a divulgação do negócio se torna mais objetiva, garantindo que a mensagem chegue ao público certo, aumentando a probabilidade de conversões. Ao mesmo tempo, isso ajuda o usuário a encontrar a melhor solução.

E tudo isso gastando menos: o conhecimento profundo do consumidor permite que os investimentos sejam aplicados com menos chances de riscos.

4. Valorize a fidelização

A saúde de um negócio de alimentação está essencialmente ligada à capacidade de o estabelecimento não só captar clientes, mas retê-los. Para isso, uma das prioridades do plano de marketing digital deve ser a criação de programas para fidelizar consumidores. Se antes do boom das redes sociais e dos smartphones já existiam diversas formas de aproximar e engajar clientes, como cupons promocionais e cartões-fidelidade, hoje as possibilidades são ainda mais interessantes. Através das mídias sociais, é possível promover ações de gamificação e campanhas de descontos que estimulem a divulgação da marca e de seus produtos e serviços, de modo a engajar os clientes e entregar cada vez mais valor. Isso dá forma àquele ciclo sobre o qual comentamos no Capítulo 2, que tratou da concepção de conteúdo relevante. Além de promoções de determinados itens, é possível investir em dinâmicas mais elaboradas, como concursos. Uma ação desse tipo pode começar no próprio restaurante e ser finalizada online. Assim: no local, a equipe incentiva que os usuários peçam determinado prato e façam uma postagem no Instagram dizendo por que aquele produto e o restaurante são as melhores escolhas, por exemplo. Ao publicar, usando as marcações da ação, como geolocalização e hashtags, a pessoa automaticamente participa e concorre a um prêmio estipulado pelo empreendimento. O próprio atendimento por meio dos canais online também é um meio para valorizar a fidelização. Uma equipe preparada para atender às dúvidas dos clientes e que ofereça a melhor experiência é essencial para tocar essa estratégia. É possível também usar recursos automatizados, como os chatbots, com disparo de mensagens padronizadas para solucionar questões de rotina, otimizando a rotina do negócio e aumentando a percepção de confiança dos clientes.

5. Invista em boas fotos

Uma parte essencial do marketing é o apelo visual. E quando o assunto é o meio online, esse aspecto ganha ainda mais relevância. Para atrair pessoas em meio a tantos conteúdos, é preciso que a sua comunicação se destaque, algo que, principalmente no segmento alimentício, pode ser garantido com uma foto excelente.

A imagem mexe com o emocional, despertando curiosidade e desejo. Então, quanto mais bonita e real a fotografia postada, melhores os resultados tendem a ser. Observe que existe uma grande diferença, por exemplo, entre uma foto “chapada” de um hambúrguer, sem nenhum cuidado estético, e uma imagem com iluminação correta, que destaca as cores e as texturas dos ingredientes que compõem o prato. Você certamente escolheria a segunda, não é mesmo?

No Instagram, esse cuidado com a imagem tem ainda mais peso, sendo que essa é a rede certa para você destacar o seu conteúdo visual. No entanto, no Facebook, que dispersa o foco para mais tipos de postagens, principalmente em formato de textos, a imagem também chama atenção. Então, a regra é sempre postar imagens atrativas, independentemente do meio.

Algumas dicas para fazer boas fotos direcionadas ao marketing digital para restaurantes são:

  • priorizar a qualidade das imagens;
  • pesquisar referências de food styling;
  • visitar publicações de concorrentes e replicar tendências que se mostram bem-sucedidas;
  • usar equipamentos de qualidade e editar as imagens antes da publicação;
  • estudar questões como iluminação, ângulos e composição.

Publicar imagens bem produzidas, tratadas e pensadas numa estratégia de conteúdo relevante é essencial para estimular o consumo em um restaurante. É preciso ter em mente que as fotografias servem como convites para que os usuários conheçam o diferencial do empreendimento e, portanto, as imagens postadas devem dizer exatamente a mensagem desejada.

As fotos são bem importantes também para quem usa aplicativos de delivery online de comida, por exemplo. Essas plataformas, que são ótimas formas para otimizar os pedidos e conquistar clientes através de promoções, podem trazer resultados muito satisfatórios quando as imagens dos cardápios são bem produzidas e mostram veracidade. Afinal, o restaurante estará competindo com outras opções, e nada melhor que uma foto impactante para convencer um usuário indeciso.

Conclusão

Tecnologia e alimentação andam cada vez mais juntas, e o marketing digital para restaurantes é uma das bases importantes desse encontro. Diversos negócios já estão cientes da necessidade de aproximar suas lojas físicas do universo online, pois entendem que a internet realmente transformou o modo como as pessoas trocam informações e consomem produtos.

Planejar uma estratégia de marketing web é fundamental para qualquer empresa, seja para aquelas que estão começando, seja para as que já têm espaço no mercado e sentem que precisam se renovar para continuarem existindo. Esse trabalho, para dar certo, precisa ser bem planejado e contar com suporte de profissionais especializados, de modo que o contato com o cliente seja cada vez mais significativo.

Quer saber como podemos ajudar o seu negócio nesse processo?
Veja como a Delivery Much funciona!