Guia sobre franquias: como abrir a sua de sucesso

Quer acessar esse material a qualquer momento? Basta completar o formulário para baixar o conteúdo!






 

Para quem tem vontade de saber como realmente funciona o mercado de franquias, este guia vai ajudar e muito a entender mais sobre o assunto. Aqui, você vai ver de forma detalhada o que é um sistema de franchising, como escolher a empresa certa, as vantagens para abrir um estabelecimento desse setor, as regras para ter uma franquia e o caminho do sucesso como empreendedor.

Todas essas dicas vão fazer você sair desta leitura um verdadeiro especialista em um dos mercados que mais cresce no Brasil, até mesmo em tempos de crise.

De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), só em 2016 a valorização foi de 8,3%. Em 2017, as altas também já são realidade. No segundo trimestre, por exemplo, o setor cresceu quase 7% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Confira nos próximos tópicos tudo que você precisa saber para abrir uma franquia de sucesso!

 

O que é uma franquia?

Franquia é uma forma de empreendimento criada por grandes empresas para espalharem suas marcas por todo o mundo. Funciona da seguinte forma: uma pessoa (franqueado) adquire um negócio, passa a operá-lo em sua cidade, mas é supervisionado e auxiliado pela marca (franqueador) por trás desse empreendimento. Essa marca pode ser nacional ou multinacional.

 

Entenda o que é Franchising

Franchising é o nome em inglês dado ao mercado de franquias. Ele funciona como uma verdadeira parceria entre o dono da marca (franqueador) e a pessoa que vai contratar esse negócio para operar na sua cidade (franqueado). O objetivo do proprietário é oferecer a outros empresários a possibilidade de espalhar a marca da empresa por diversas regiões do país e do mundo e, assim, crescer e aumentar o público atingido.

O setor foi criado no século XIX nos Estados Unidos, mas se desenvolveu bastante após a Segunda Grande Guerra. Já no Brasil, as franquias chegaram nos anos 80 e hoje estão presentes por todo o país. Você pode observar isso quando uma grande rede vai para a sua cidade, porque provavelmente é uma franquia. Quantas existem por aí?

O melhor é que não são apenas essas gigantescas multinacionais que estão no mercado de franquias. Existem muitos empreendimentos menores e mais baratos que também são garantia de sucesso para o franqueado.

O principal objetivo da franquia é se disseminar e isso ocorre a partir de metas muito bem definidas — e é isso que a diferencia do resto do mercado. O dono da marca quer que a empresa dele cresça bastante e se torne referência em toda uma região, país ou continente. Para isso, ele investe em qualidade, reconhecimento, padrões, sustentabilidade econômica e responsabilidade social.

O sucesso fica bem mais próximo quando há, em diversos municípios, a união de todos esses quesitos e bons empresários na gestão da empresa. Por isso, as franquias têm que oferecerem todas as suas unidades o mesmo serviço ou produto, uma estrutura bem parecida em cada uma delas, o mesmo estilo de atendimento, cores, imagens e marcas iguais — além de todo um conceito unitário criado em torno da empresa.

 

Como funciona o Franchising

É esse sentimento de unidade e de padronização que faz com que o setor seja um verdadeiro sucesso em todo o mundo. O negócio funciona da seguinte forma:

  • uma marca oferece a oportunidade de abrir uma loja dela;
  • o possível franqueado se interessa;
  • ele paga os valores cobrados e assina um contrato no qual se compromete a seguir os padrões exigidos pelo franqueador;
  • faz os treinamentos na sede da empresa;
  • viabiliza as condições necessária para iniciar o negócio. Exemplo: acesso à uma internet rápida, se for uma franquia digital.

Esse tipo de parceria gera excelentes frutos para ambos. Em alguns casos, como em grandes multinacionais, apenas uma pessoa pode ser franqueada em todo o município. Ou seja, você é o único que vai poder lucrar com aquela empresa no local em que mora.

Claro que esses empreendimentos são bem mais caros, normalmente milionários. Se você não tiver todo esse dinheiro, não se preocupe! É possível sim ter uma franquia bem mais em conta, de acordo com o seu poder de investimento.

Agora que você já sabe o que é um franchising, a história desse mercado promissor e como ele se destaca no mundo todo, é hora de entender as vantagens de ser um franqueado e se tornar um empresário de sucesso. Veja tudo isso no próximo tópico!

 

Quais são as vantagens de se abrir uma franquia

Antes de começar a citar as vantagens, muitos questionam se não há alguma desvantagem em participar desse tipo de negócio. Como qualquer outro negócio, pode sim ter, mas tudo vai depender do seu planejamento e pesquisa antes de abrir a empresa.

Em determinados casos, o rendimento mensal de um franchising pode ser menor do que se você tivesse aberto uma empresa só sua, que trabalha com o mesmo tipo de produto ou serviço. Isso ocorre pelo simples fato de que para manter o padrão exigido pela marca, você vai ter que investir mais do que em um empreendimento próprio.

Ainda assim, é melhor você contratar a franquia do que se arriscar em um estabelecimento só seu. As empresas que fazem parte do mercado de franchising são muito fortes e dificilmente você vai quebrar ou falir ao abrir alguma delas. Além disso, elas oferecem todo um suporte e consultoria para que o seu negócio venda cada vez mais e gere muitos lucros para ambos (franqueado e franqueador) ganharem bastante dinheiro.

Se estiver em dúvida por causa desse fato, não dê chance ao azar. É muito melhor investir na franquia, ganhando um pouco menos no início, mas com a possibilidade de falência ou perda de dinheiro quase nula.

Mesmo que você seja um empresário ousado, sem medo de arriscar, é bom entender que na atual situação econômica é bem melhor apostar em um negócio certo do que em um duvidoso.

Essa diferença no lucro líquido nos primeiros meses é a única desvantagem que um franqueado pode ter em situações bem específicas. Porém, como você viu, vale a pena ter um lucro um pouco abaixo em troca da segurança que o padrão de qualidade oferece.

Já as vantagens são diversas e vão te fazer decidir de uma vez por todas em se tornar o novo empresário de sucesso da sua cidade e região

 

1. Reconhecimento de mercado

Para se tornar franquia, uma empresa precisa ter a marca reconhecida no mercado. Ela só vai expandir os negócios se realmente for um nome que cause impacto e sucesso por onde passa.

Por isso, ao escolher esse modelo de empreendimento, você já tem a garantia que os consumidores, independentemente da cidade em que estiverem, vão saber que a sua loja é sinônimo de qualidade.

Isso é deixar a concorrência para trás já no primeiro momento. Você começa com passos à frente e tem uma excelente oportunidade de crescer ainda mais rápido.

 

2. O lucro paga o investimento

Em diversas franquias, você tem a opção de pagar por meio de royalties e taxas pequenas. Ou seja, não é mais necessário ir atrás de investidores ou buscar empréstimos bancários para conseguir ser dono do próprio negócio.

O modelo já facilita a criação e o desenvolvimento do estabelecimento a partir dos critérios de cobrança.

E mesmo que você precise pegar dinheiro emprestado ou com investidores, isso pode ser facilitado pelo próprio nome da marca que é reconhecido no mercado — o que pode até proporcionar juros mais baixos na hora de negociar com as instituições bancárias e financeiras.

 

3. Suporte o tempo inteiro

Outra vantagem muito bem-vista por quem investe nas franquias é todo o suporte e consultoria dado pela marca. Ela não quer, de forma alguma, que você perca dinheiro ou quebre. Por isso, o auxílio dado aos franqueados é de excelente qualidade.

Além disso, você e os seus funcionários também vão ter a oportunidade de fazer treinamentos e capacitações sempre que for necessário. Com esse auxílio, as chances de você crescer dentro do mercado local são enormes.

A consultoria oferecida pela empresa é essencial para que qualquer novo empreendedor consiga alcançar os resultados esperados.

 

4. Escalabilidade

Um termo muito falado nos tempos atuais, principalmente quando o assunto é as startups. A capacidade de escala quer dizer a habilidade que uma empresa tem para crescer com o passar do tempo e gerar mais lucros para os empreendedores.

As franquias também são assim. Normalmente, o empresário começa com uma loja pequena e as vendas começam a dar certo. Assim, com o passar do tempo ele cresce até conseguir ter várias filiais pelo município ou apenas um estabelecimento com grande infraestrutura e opções de produtos e serviços. Tudo isso vai ser conquistado com o auxílio dado pelo atendimento de extrema qualidade e o consequente número altíssimo de clientes.

Isso prova que diferentemente do que ocorre com uma empresa própria, o franchising, por ter um nome solidificado no mercado, dando a oportunidade do negócio crescer muito em um curto espaço de tempo. Ou seja, é um mercado com alta escalabilidade.

 

5. Publicidade

Quando você participa da parceria com um grande franqueador, provavelmente quem vai fazer a propaganda é ele e você vai pagar apenas uma pequena taxa de contribuição ao marketing da empresa.

Ou seja, o gasto com publicidade vai ser bem menor do que se fosse um empreendimento somente seu — além de ser muito eficiente, por conta da experiência que a marca tem em divulgação.

Até mesmo as promoções ocorrem dessa forma e você não perde nenhum centavo. Quem garante o valor promocional é a marca. Quem paga para garantir que essa promoção ocorra também é ela.

 

6. Geração de clientes

Pelo próprio investimento global em publicidade e marketing e também pelo atendimento feito pela central da marca, você sempre vai ter novos e fiéis clientes sem precisar gastar um centavo a mais.

Não é necessário contratar agências, assessorias, programadores, analistas de redes sociais, nem nada disso.

Todo o trabalho de conquista de consumidores é feito pelo franqueador e você apenas colhe os frutos disso. Se quiser investir em uma própria equipe local, pode fazer também. Isso vai aumentar os seus resultados e maximizar os lucros.

 

7. Rede de colegas franqueados

Praticamente todas as franquias possuem uma rede de franqueados via intranet ou outro dispositivo tecnológico. Esse encontro entre os empreendedores é muito importante para a troca de informações, sugestões, conselhos, etc.

Às vezes, em uma cidade próxima à sua, o franqueado usou determinada estratégia que deu muito certo. Ele vai contar o que fez e você vai poder investir nessa técnica em sua loja. A ajuda entre os empreendedores é muito importante para o sucesso de todas as lojas vinculadas à marca.

Essas são as principais vantagens de quem resolve investir em um franchising de sucesso, mas como saber se a sua escolha vai ser realmente bem sucedida?

 

Como escolher o mercado?

Assim como em qualquer outro negócio, não basta apenas escolher e abrir uma empresa imediatamente. É preciso todo um trabalho de planejamento e pesquisa para fazer tudo da maneira certa. Invista tempo e estudo em todas as etapas para poder ter a garantia de lucros cada vez mais altos.

 

Pesquisa de mercado

Não adianta você querer abrir uma franquia de sorvetes em uma cidade que tem várias sorveterias em todas as ruas do centro. É preciso pesquisar o mercado para saber o que é melhor para aquele município, bairro ou região.

Por isso, aprofunde-se nesse estudo. Veja o que falta na que você pretende abrir o negócio. Analise se há lojas disponíveis para alugar, se o local escolhido é realmente bom para esse tipo de empreendimento.

O franqueador também vai te ajudar nisso, mas o ideal é que você faça a própria pesquisa para ter certeza de que vai investir em um estabelecimento de sucesso.

 

Planejamento

Depois de toda a pesquisa de mercado feita, é hora da parte mais importante: o planejamento. Apesar da franquia já ter um plano de negócios próprio, você precisa fazer um específico para a cidade em que vai abrir a empresa.

Por isso, invista o tempo que for necessário, mas faça um planejamento objetivo, sincero e com todas as informações necessárias para poder ter previsões mais assertivas do que acontecerá nos próximos meses e anos. Você pode pegar um modelo de plano com o próprio franqueador ou ir ao site do Sebrae.

Outra dica é trabalhar sempre com metas desde o planejamento — isso vai ajudar a desenvolver o empreendimento mais rapidamente.

 

Perfil de empreendedor

Não adianta você abrir uma franquia de hambúrgueres se você gosta de ter uma vida mais fitness, longe de gorduras saturadas. É preciso buscar o seu perfil como empreendedor e escolher a empresa com base nesse estudo.

Analise o que você gostaria e o que não gostaria de trabalhar, veja se tem as habilidades necessárias para gerir determinado tipo de negócio e defina o que é melhor para você no momento. Não dê passos à frente das pernas: vá com calma, abra uma loja pequena e, com o tempo, cresça.

 

Franqueados

Nada melhor para conhecer uma franquia do que um bom bate-papo com os franqueados. Vá até outras cidades ou use o telefone para conversar com pessoas que são donas da franquia que deseja abrir.

Veja se elas estão satisfeitas, quais problemas tiveram, como solucionaram e se vale a pena mesmo abrir esse tipo de negócio.

O ideal é conversar com mais de um franqueado da mesma marca: quanto mais opiniões você tiver, melhor será a sua decisão.

 

Tendências de mercado

Não pegue um franchising que esteja parado no século XX. É preciso olhar para frente, seguir as novas tecnologias e estar por dentro dos públicos consumidores dos tempos atuais.

Escolha uma franquia que siga as tendências de mercado, que trabalhe com inovação e que ofereça serviços digitais, ágeis e competentes para os clientes e os franqueados também.

 

Marca

Depois de tudo devidamente estudado, é hora de escolher qual a marca que desperta mais interesse em você. Existem diversas possibilidades em uma mesma área.

Pesquise cada uma dessas empresas e veja quais oferecem as melhores condições de crescimento para o seu empreendimento.

Nem sempre as mais famosas são as melhores, por isso estude bem e faça a escolha correta. Não decida nada com pressa, tenha calma e analise detalhadamente tudo o que for necessário.

Depois de todo o planejamento feito, você, enfim, escolheu qual franquia vai abrir. Mas e agora? O que precisa fazer para conseguir colocar essa empresa para funcionar?

 

O que é preciso fazer antes de abrir a franquia

Como toda e qualquer empresa, existem leis e regras que regem o funcionamento do franchising. A primeira dica é ler com atenção a Lei de Franquias e, a partir daí, começar a regularizar o negócio para conseguir inaugurá-lo no tempo previsto no planejamento.

 

Faça o cadastro no site

Após ler e entender a legislação, você já estará mais preparado para seguir os próximos passos. O primeiro deles é preencher o cadastro no site do franqueador. Essa matrícula vai ser analisada e, caso seja aprovada, vai ser possível ir para as outras fases.

 

Assine o contrato

Você vai ser chamado para conhecer a empresa e participar de uma reunião com os líderes dela. Ali, vai entender na prática como funciona o empreendimento, descobrir sobre treinamentos, a estrutura essencial, o que vai ser preciso investir de imediato e o que é possível quitar com o passar dos meses.

Se você achar que tudo está certo, vai chegar o momento de assinar o contrato. Antes de fazer isso, preste bastante atenção na Circular de Oferta de Franquia (COF). Se você leu a lei com atenção, viu a importância desse documento para a abertura de um franchising. Alguns dados presentes no COF precisam ser destacados e bem analisados pelo franqueado:

  • histórico da franqueadora
  • perfil dos franqueados
  • valores das taxas, royalties e o que mais for pagar;
  • investimento inicial para abrir o negócio;
  • como funciona o treinamento e o suporte;
  • quais fornecedores você pode comprar;
  • o layout que a empresa exige ter no manual da marca;
  • pendências judiciais;
  • contato de franqueados e ex-franqueados.

Após estudar sobre todas essas questões e outras que achar pertinente na COF, tenha uma conversa com os diretores e tire as dúvidas a respeito do negócio. Faça isso antes de assinar o contrato. Não fique com nenhuma dúvida.

Desde o planejamento, já separe essas indagações e, se as respostas não forem satisfatórias, não feche o negócio.

 

Se for o caso, escolha o imóvel certo

Hoje em dia, muitas franquias não precisam ter uma sede física, podendo existir apenas de maneira digital ou em forma de home office. Por isso, você pode não ter que se preocupar com o aluguel de um imóvel.

Entretanto, caso a franquia escolhida precise de um espaço físico, saber definir o ponto da loja é essencial para o sucesso. Por isso, use o suporte da franquia para alugar o melhor local possível dentro das suas condições financeiras.

É necessário observar diversos aspectos:

  • concorrência;
  • tráfego de público-alvo;
  • liberação do alvará de funcionamento pela Prefeitura;
  • facilidades para reformar;
  • se for o caso de uma loja física, verificar o contrato de aluguel com o dono do imóvel.

 

Regularize a franquia

A legislação que você leu antes de começar a montar o seu empreendimento já vai te ajudar bastante a saber como proceder. Contudo, é apenas a base disso. Vá até a Prefeitura e pegue a lista de documentos necessários. Visite também a Receita Federal e descubra em qual modalidade que se encaixa para poder começar a pagar os impostos e taxas e ficar totalmente legalizado.

Outro detalhe é ficar atento à legislação trabalhista. Contrate os funcionários de acordo com a nova lei e cumpra todas as suas obrigações para não se perder no meio do caminho. Tenha sempre ao seu lado um bom advogado e um contador que vão te ajudar a resolver todas essas pendências.

Você também pode conferir aquelas que te dão a opção de ser MEI – geralmente, modelos de atuação home based, em que o próprio franqueado é responsável por toda a operação do negócio. Como sempre, é de suma importância lembrar dos limites de lucro da categoria.

 

Participe do treinamento

Está praticamente tudo pronto para a inauguração da loja, basta agora fazer o treinamento na sede da empresa e começar o trabalho. Todos os funcionários precisam fazer essa capacitação, mas você também. Participe ativamente e só saia de lá quando tiver tudo devidamente gravado em sua cabeça.

A partir dali, mesmo com o suporte dado pela marca, é você o responsável por manter o padrão exigido. A sua equipe precisa seguir essas ordens. Por isso é tão necessário que o empreendedor também faça parte do treinamento, mesmo se na prática não for trabalhar dentro da loja.

 

Inaugure o seu novo negócio

Pronto! Você fez tudo, passou por todas as etapas e está preparado para a inauguração da empresa. Veja com a marca se é possível fazer alguma promoção de lançamento, ofereça um coquetel, convide possíveis clientes e mostre para o mercado que você chegou com tudo.

Faça uma bela inauguração para deixar boas impressões em seus futuros consumidores. A partir de então, é você que vai comandar. Seja bem-vindo ao mundo empreendedor!

 

Como ter uma franquia de sucesso

Se achou que o texto ia terminar aqui sem falar como chegar ao tão sonhado sucesso, não se preocupe. Você vai ver agora como fazer para se tornar um empresário de alto padrão.

O primeiro passo é exatamente tudo que você viu nos capítulos anteriores. Cada um desses minuciosos detalhes apontados é necessário para se chegar ao sucesso, mas não somente eles. Após a abertura da loja, é preciso ter foco para conseguir crescer cada vez mais e ter lucros altos.

 

Tenha metas

Sempre trabalhe com base em metas. Se em seis meses é necessário lucrar X reais, em um ano esse valor já precisa ser de 2,5 X e assim por diante. Instigue essa mentalidade de superação em cada um dos seus colabores e incentive a formação de um ambiente colaborativo.

Com essas estratégias, todos vão ter sucesso e podem, inclusive, receber uma remuneração extra ao alcançar as metas.

Ofereça prêmios para os que atingirem as metas, mas incentive que todos os vendedores consigam, porque, se isso acontecer, o prêmio vai ser maior ainda. Quanto mais vantagens o seu time tiver, mais próximo do lucro alto você vai estar.

 

Seja organizado

A tecnologia está aí para ajudar o empreendedor do século XXI. Compre softwares que ofereçam serviços de base de dados de clientes e produtos, receitas, despesas, fluxo de caixa, pagamentos, tributos, taxas, lucros, dividendos, dívidas e o que mais for possível organizar dessa maneira.

Assim, você vai evitar uma confusão de papéis em sua loja e o ambiente informatizado gera mais tranquilidade e facilidade para gerenciar o negócio.

Outra questão é a organização física do empreendimento. Tudo deve estar limpo, bonito, cheiroso, bem pintado, móveis e eletrodomésticos em condições excelentes, a roupa dos funcionários perfeita, a decoração e a arquitetura do local sensacionais, além de outras características.

Se você tiver uma franquia online, a organização precisa ocorrer no ambiente digital. Faça isso de uma forma que atraia os consumidores, pense como se fosse a vitrine de uma loja e a deixe maravilhosa.

 

Preste um excelente atendimento

O atendimento de excelência pode ser sinônimo de boas vendas. Por mais que a marca seja responsável pelos principais serviços, você também deve ter a sua própria gestão nessa área. Mostre aos profissionais que eles precisam ser atenciosos, educados e ágeis, além de ter acapacidade e o poder de resolver os problemas dos clientes.

Além disso, utilize ferramentas de contato direto com os consumidores: telefone fixo, redes sociais e WhatsApp são bons exemplos. Quanto melhor a pessoa se sentir atendida, maior será a vontade dela de voltar a consumir no seu estabelecimento.

Isso também vai fazer com que esses clientes passem a indicar a sua empresa para amigos e familiares. Em alguns casos, um bom atendimento é mais eficiente que o preço e até mesmo que a qualidade dos produtos.

 

Crie uma rotina de trabalho

Provavelmente, os trabalhadores da sua empresa já possuem uma rotina de trabalho. Horário de chegada e saída, almoço, descanso, uniforme, padrão de atendimento, entre outros. Isso é uma obrigação para manter o ambiente organizado e trazer resultados efetivos para o negócio, só que você também precisa participar disso.

Crie uma rotina sua com tudo o que tem direito. Estabeleça horários, metas, padrões, uniformes, objetivos e o que mais for necessário. Principalmente no primeiro ano é preciso que o empresário realmente faça parte do estabelecimento, até mesmo para trazer confiança aos profissionais e aos consumidores. Tenha paixão pelo que faz e demonstre isso todos os dias.

 

Seja um gestor de verdade

Não adianta criar uma empresa e não saber geri-la da forma correta. É necessário que o novo empresário faça cursos da área, especialize-se e seja muito bom no que faz. Não abandone a sua empresa nas mãos dos funcionários.

Esteja sempre presente, cobre, dê bons exemplos, seja educado com os trabalhadores e passe confiança às equipes.

Sempre que puder e conseguir, busque fazer parcerias com outras empresas da cidade ou região. Participe de promoções, patrocine eventos, mostre responsabilidade social. Um bom gestor é aquele que sabe ver oportunidades em todas as situações. Pode demorar um pouco, mas você vai conseguir chegar lá.

 

Não tenha medo de crescer

A ambição é uma das habilidades que todo empresário deve ter, só que ela precisa ser tratada com cautela. Algumas pessoas querem aumentar o tamanho da loja e o número de funcionários já no primeiro mês de lucro do estabelecimento. Não seja assim!

O ideal é esperar passar os dois primeiros anos para ter certeza do lucro real anual que a empresa tem e, só assim, passar a investir no crescimento dela.

Também não seja a pessoa acomodada que está satisfeita com o empreendimento daquele tamanho e não acha necessário desenvolvê-lo.

Isso pode trazer consequências negativas por conta do aumento desenfreado do número de clientes sem a estrutura essencial para atendê-los, o que gera falta de produtos, desorganização, mal atendimento e outros problemas que podem te fazer perder a franquia.

 

Conclusão

O mercado franchising está em plena expansão e é uma excelente oportunidade para você conseguir ter uma vida confortável, sem medo de perder o emprego ou ficar sem dinheiro. Por mais que não tenha como investir hoje, pesquise formas de fazer isso sem comprometer as suas finanças.

É possível sim se tornar empreendedor e você viu aqui todas as etapas necessárias para se chegar ao tão sonhado objetivo. As franquias são opções para aquela pessoa cautelosa, que não quer perder dinheiro de forma alguma e sabe que com esse tipo de negócio o lucro é praticamente certo, além de o risco ser muito baixo.

Mas não apenas: esse mercado é também para os mais modernos, que pretendem trabalhar com a inovação oferecida pelo século XXI.

Ou seja, ser um franqueado é uma possibilidade que agrada a todo tipo de empresário, basta você escolher a marca certa, que esteja de acordo com seu perfil empreendedor. Seja dono de um franchising e tenha a sua independência financeira garantida pelo resto da vida!

E aí, se interessou por ter uma franquia? A Delivery Much é uma franquia de delivery online de alimentos, presente em mais de 140 cidades no Brasil. Conta com modo de colaboração em rede e é a única franquia que integra o ramo de alimentação com a tecnologia.

Na Delivery Much, o franqueado cuida da gestão, vendas e marketing local e recebe comissões de todos os pedidos realizados na região em que se encontra. Quer saber mais? Solicite a nossa apresentação de franquia!