Investimentos: o delivery no pós-pandemia e como investir no setor - Delivery Much Blog

Investimentos: o delivery no pós-pandemia e como investir no setor

O que podemos esperar do mercado de delivery para 2022? Ainda vale a pena investir no modelo?


Mesmo um mercado consolidado e em constante crescimento como o de delivery não previa o boom das operações gerado pela pandemia. Terminamos 2020 com a previsão de que as plataformas de entrega poderiam movimentar globalmente cerca de US$ 6,3 trilhões de dólares até o final de 2021, sendo o Brasil o responsável por quase metade do mercado na América Latina.

Um dos principais destaques foi a chegada de diferentes negócios ao delivery, que puderam levar para os usuários opções além de pizzarias, hamburguerias e fast foods, que já tinham presença certa nos apps de entrega. Os segmentos também variaram muito, indo além do setor de alimentação e abarcando soluções como farmácias, supermercados e pet shops. Mesmo que a necessidade tenha sido um fator decisivo, o aumento da abrangência demonstra claramente a maturidade do serviço e as oportunidades existentes no mercado.

Em meio ao crescimento impulsionado pela covid, surge o questionamento: o que esperar do delivery no pós-pandemia? Ainda vale a pena apostar no setor? Se sim, como investir no delivery online? Continue a leitura e confira:


MENU DE NAVEGAÇÃO

1 → Projeções do mercado de delivery
2 → O delivery no pós-pandemia
3 → Como investir no setor de delivery online


1 →Projeções do mercado de delivery

Mesmo que, para muitos negócios, o delivery tenha sido a solução buscada em um momento de crise, os resultados positivos estão trabalhando a favor do modelo. Segundo uma pesquisa realizada pela consultoria Galunion em parceria com a Associação Nacional de Restaurantes (ANR) e com o Instituto Foodservice Brasil (IFB), 85% dos entrevistados têm intenção de manter o delivery mesmo após a retomada do serviço presencial com ocupação total.

O alto índice de retenção está ligado ao retorno proporcionado pelo canal. De acordo com a mesma pesquisa, quando perguntados sobre quanto representa o delivery no total do faturamento do negócio, a média chegou a 39% no mercado atual, contra 24% antes da pandemia. Isso indica que a aposta em canais ágeis e diversificados de venda pode ser uma forte tendência para 2022.

Em pesquisa realizada pela Industry Insights no segundo trimestre de 2021 mostrou as mudanças no perfil do consumidor de delivery. 30% dos entrevistados disseram consumir entre 2 vezes por mês e 1 vez na semana, enquanto 19% pede delivery entre 2 e 4 vezes na semana (os chamados heavy users). Ou seja, não houve apenas um aumento de demanda, mas sim o desenvolvimento de um hábito para muitos usuários. Dentre os entrevistados, 80% tem a intenção de continuar utilizando o serviço de delivery de comida.

Todos esses dados refletem bem a realidade durante a pandemia. E para o pós-pandemia, o que podemos esperar?

2 – O delivery no pós-pandemia

Com o avanço da vacinação e a retomada do atendimento presencial, é normal que o crescimento exponencial sentido no início da pandemia já não seja mais o mesmo. As pessoas querem voltar a ter experiências fora de casa, o que leva o delivery a retornar ao patamar anterior — mas ele não será mais o mesmo.

O delivery de hoje já está muito mais consolidado do que antes. O número de usuários aumentou muito, assim como o de negócios que, antes da pandemia, ainda nem tinham planos de digitalizar, mas viram na solução uma nova porta de entrada de clientes.

Nesse cenário pós-pandemia, empresas exclusivamente voltadas para o delivery precisam olhar para dentro do próprio negócio e se reinventar. É preciso compreender os novos movimentos desses consumidores e entender de que forma o delivery pode facilitar sua rotina. Afinal, a praticidade de pedir pelo app e a comodidade de não precisar sair de casa permanecem sendo fatores de decisão na hora de optar pela solução.

Para quem não tem um negócio mas enxerga o potencial do delivery, investir em franquias é uma ótima solução. Por contar com o apoio de uma franqueadora que conhece o setor e agrega o seu conhecimento estratégico na marca, o franqueado tem uma experiência mais segura e voltada a resultados.

Entenda como você pode investir no setor com a Delivery Much.

3 – Como investir no setor de delivery online

Não, você não precisa construir seu aplicativo do zero. Embora esta seja uma opção, há várias outras que vão desde o licenciamento até a aquisição de franquias. O modelo de franquias é o mais indicado, pois o empreendedor se torna dono do negócio e, dentro do que está em contrato, tem liberdade para administrar seu negócio.

Entenda como funciona uma franquia online aqui:

Da escolha à operação: como funciona uma franquia

Como funciona o processo seletivo para ser um franqueado Delivery Much?

Com presença em mais de 250 cidades, a Delivery Much Brasil conta com mais de 350 empreendedores na rede, a maioria com ótimos desempenhos e com grandes fatias de mercado em suas cidades.

Evidentemente, devido ao perfil das cidades e também dos empreendedores, algumas se destacam. Dracena e São Roque em São Paulo, Cacoal em Rondônia, Formosa em Goiás e Carlos Barbosa no Rio Grande do Sul são ótimos exemplos de estratégias e boas práticas para alavancar o delivery online. Você pode ler estas histórias de sucesso aqui: 4 histórias inspiradoras de empreendedorismo no interior.

Com base na qualidade das franquias e manutenção do título de app líder de delivery no interior do Brasil, a Delivery Much tem um processo seletivo para escolher seus novos franqueados. Confira abaixo:

Passo a passo para ser um franqueado/empreendedor Delivery Much  


MENU DE ACESSO RÁPIDO

1 → Faça seu cadastro
2 → Contato com consultor
3 → Apresentação Delivery Much, validação de perfil e praça desejada
4 → Documentação e pagamento da Franquia
5→ Assinatura de contrato e treinamento
6→ Início das atividades
7→ Suporte e reuniões de acompanhamento com a franqueadora


1 – Faça seu cadastro:

Se você tem interesse em adquirir uma franquia Delivery Much, o primeiro passo é acessar a página de franquias e preencher o formulário de interesse. Ele é importante, para que o consultor possa entender previamente o perfil de cada proponente, validar a cidade e já traçar estratégias para o bate papo de venda;

2 – Contato com consultor:

Hoje a DM tem uma equipe especializada de consultores que fazem uma pesquisa minuciosa sobre cada cidade no mapa de expansão, para entender a viabilidade e potencial do negócio.

Ou seja, quando o empreendedor preenche o cadastro, além dos dados como telefone e e-mail é obrigatório preencher a cidade de interesse. Importante: a cidade de interesse não precisa ser a mesma em que o empreendedor reside.

Com esses dados em mãos, os consultores buscam informações de concorrência, PIB per capita, número de restaurantes, possíveis parcerias que podem ser fechadas. Basicamente é feito um diagnóstico da cidade antes de entrar em contato com o proponente para validar o negócio. Em média, o consultor entra em contato com o empreendedor em até 24h.

3 – Apresentação Delivery Much, validação de perfil e praça desejada:

Esta é uma das etapas iniciais mais importantes. Nela, o empreendedor tem uma visão do todo sobre a franquia. Entende o negócio a fundo, desde dedicação de tempo e investimentos de franquia em marketing até o potencial da cidade, que irá variar devido a fatores como população, concorrência, número de restaurantes e maturidade tecnológica da região.

4 – Documentação e pagamento da Franquia:

Após a validação de perfil e da cidade, que dão mais segurança de que o negócio é viável e lucrativo para o empreendedor, são executadas as etapas jurídicas. É feita a entrega de documentos para efetivação da negociação e pagamento da taxa de franquia, que varia de R$ 5 mil a 20 mil. Conheça as taxas aqui: Delivery Much Taxas.

5 –  Assinatura de contrato e treinamento:

Negócio efetivado, parte-se para a etapa de preparação de lançamento da franquia. A partir daqui o empreendedor recebe o contato da equipe de Franchise Success, responsável por desenhar, junto com o empreendedor, as estratégias de lançamento e projeções de crescimento da franquia nos primeiros 5 meses de atuação.

Nesta etapa também há o treinamento do franqueado, que é realizado de maneira virtual. No processo, o empreendedor recebe todas as informações sobre a Delivery Much e quais estratégias serão trabalhadas no lançamento oficial da franquia.

6 – Início das atividades:

Todas as etapas concluídas, está na hora de colocar as estratégias para rodar: criar um novo meio de pedir delivery online na cidade, proporcionar mais renda para bares, restaurantes, mercados, farmácias e medir ações, validar e lucrar com a franquia.

É importante lembrar que esta etapa é marcada pelo lançamento. Aqui o empreendedor precisa estar ciente do investimento em marketing neste momento inicial da franquia, que irá variar de acordo com o tamanho da cidade.

Um fator essencial aqui é a “compra de usuário”, isto é, um investimento que ocorre nos primeiros 3 meses após o lançamento, para acelerar a captação de usuários. Este investimento pode, por exemplo, ser trabalhado em cupons de desconto, ações de entrega grátis, descontos em produtos específicos ou combos e brindes – por exemplo, compre um açaí e ganhe um copo. Em outras palavras, são ações que estimulam o usuário a fazer pedidos via delivery online.

7 – Suporte e reuniões de acompanhamento com a franqueadora

Um dos pilares da Delivery Much é o sucesso do franqueado e de toda a cadeia envolvida no processo. Logo após os 3 meses do lançamento, o franqueado passa a ser acompanhado de perto pela equipe regional de Franchise Success e suporte. 

Ficou interessado e quer saber mais sobre o modelo de negócio? Baixe nossa Apresentação de Franquias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.