Aprenda como fazer uma análise de concorrência em 4 passos

Para conseguir um bom posicionamento no mercado, um produto ou serviço de qualidade deve ser acompanhado por estratégias eficientes de atração. Aprender como fazer a análise de concorrência é fundamental para dar sustentação ao plano de marketing, além de contribuir para a evolução contínua dos processos internos.

Neste artigo, nosso objetivo é mostrar alguns passos para analisar seus concorrentes adequadamente. Aplicando nossas dicas, você entenderá melhor o funcionamento do mercado em que atua e estará mais preparado para alcançar seu público-alvo. Confira!

1. Identifique os principais concorrentes

A primeira coisa a fazer é entender quem são os outros competidores do mercado. Os concorrentes diretos são aqueles que oferecem exatamente o mesmo produto que você, enquanto os indiretos são os que oferecem um produto que, embora não seja idêntico ao seu, satisfaz as mesmas necessidades dos consumidores.

Dentro desse universo amplo, destaque as empresas que ficam mais perto da sua ou que utilizam estratégias semelhantes para atrair a clientela. A competição com concorrentes do mesmo bairro costuma ser mais acirrada, mas, em alguns segmentos, pode-se considerar um território maior. Faça uma lista com as cinco empresas que oferecem maior risco ao seu negócio.

2. Reúna informações

Utilize métodos para coletar dados sobre as empresas da sua lista. Uma boa pesquisa de mercado pode ajudar a compreender os motivos que levam os consumidores aos concorrentes, além de medir o nível de satisfação deles com os produtos e serviços. Os comentários deixados pelos clientes em perfis de redes sociais também são fontes interessantes.

Notícias e artigos publicados pela imprensa podem mostrar mais detalhes internos dos concorrentes. Pode ser que você encontre informações sobre a quantidade de funcionários, o faturamento ou possíveis problemas com a justiça. Os anúncios publicitários revelam especificidades sobre as estratégias de marketing que eles utilizam.

3. Elabore uma análise SWOT

SWOT é a sigla que representa Strengths (forças), Weaknesses (fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças). Nesse tipo de análise, você deve organizar as informações coletadas sobre os concorrentes em cada categoria. As forças e fraquezas referem-se a aspectos internos, enquanto as ameaças e oportunidades estão relacionadas com o meio externo.

Faça o mesmo tipo de análise com sua própria empresa para identificar os pontos que devem ser priorizados para evitar ameaças e aproveitar oportunidades de mercado. A abordagem da análise SWOT é essencial para a definição de objetivos estratégicos do seu negócio.

4. Defina as vantagens competitivas

Com as informações reunidas até aqui, você terá condições de estabelecer as vantagens de cada concorrente. Talvez um deles tenha procedimentos mais ágeis, equipamentos modernos ou uma marca muito conhecida, por exemplo. O mesmo vale para seu empreendimento. Pense em características que podem colocá-lo à frente dos demais.

A comparação entre produtos, serviços e processos permitirá que você formule métodos eficazes para minimizar falhas e alavancar os resultados do seu estabelecimento. Faça um bom planejamento e acompanhe os resultados de perto com indicadores de desempenho. O ciclo de melhoria é trabalhoso, mas aumentará muito suas chances de sucesso.

E aí, gostou deste artigo sobre como fazer a análise de concorrência? Quer ter acesso a outros posts como este? Siga nossos perfis oficiais no Facebook, no LinkedIn, no Instagram e no Twitter para receber outros conteúdos com dicas para melhorar a gestão da sua empresa.​ Não perca!