Skip to main content
Controle de Estoque estratégias para melhorar sua gestão

Controle de Estoque: estratégias para melhorar sua gestão

5 (100%) 2 votes

O controle de estoque é uma ferramenta estratégica para qualquer negócio. Para restaurantes ela é essencial, pois além de evitar desperdícios auxilia no melhor atendimento ao público.


De maneira geral, controle de estoque é o processo de gerir o fluxo de materiais de uma empresa, nutrindo outros setores com informações sobre compra, venda ou descarte de produtos.

Para entender mais sobre o processo e estratégias de gestão de estoque, você lerá no conteúdo:

MENU DE NAVEGAÇÃO

1 – A importância do controle de estoque para restaurantes

2 – Tipos de controle de estoque

3 – Planejamento de Controle de Estoque

4 – Ferramentas de controle de estoque

1 – A importância do controle de estoque para restaurantes

Nem precisamos destacar que é essencial a qualquer empresa entender o que há no seu estoque e quanto há nele.

Dito isso, ter um controle fino de estoque melhora o aproveitamento do capital de giro; reduz avarias e perdas, custos operacionais e melhora o atendimento ao cliente.

Segundo Henrique Baldasso, analista financeiro da Delivery Much, o controle de estoque ajuda o empreendedor a organizar as compras de acordo com a necessidade e evitar desperdícios, aumentando assim a lucratividade, com base em dados e otimização de recursos.

Baldasso defende também a necessidade de se fazer o controle de estoque diariamente, apontando as movimentações de entrada e saída, especialmente no caso de estoque de alimentos perecíveis.

2 – Tipos de controle de estoque  

Existem inúmeros tipos de controle de estoque. Eles devem ser adotados de acordo com a necessidade e o modelo de negócio. Para restaurantes, Baldasso indica dois principais: controle de estoque de matérias primas e controle de produtos acabados para venda.

O profissional destaca a necessidade de um mescla dos dois formatos por haver a composição de insumos para a produção de refeições e itens prontos para a venda, como bebidas, ou alimentos já processados como sucos.

Além deles, dependendo do formato do negócio, o gestor pode optar por um controle de estoque de antecipação ou sazonal. Ou seja, se você trabalha com temporadas alta e baixa, por exemplo, é preciso prever uma demanda futura e ao mesmo tempo entender por quanto tempo será necessário essa adição ao estoque, uma vez que este controle tem por objetivo nivelar flutuações no estoque.  

3 – Planejamento de controle de estoque

Ao entender que tipo de controle faz mais sentido para seu negócio é preciso planejar seu estoque. Isso deve ser feito com antecedência, levando em conta necessidades de consumos de curto e longo prazo. Baldasso explica ser essencial levar em consideração:

  1. tempo de entrega;
  2. prazos de pagamento;
  3. perecibilidade.

Um ponto de atenção aqui é o capital de giro.”O empreendedor deve controlar seu estoque de modo que tenha capital suficiente para a manutenção do negócio”, finaliza Baldasso.

Um dica do profissional, para manter a eficiência é categorizar os produtos do seu estoque em insumos e itens prontos para venda. Este controle de itens deve levar em conta datas de validade para evitar desperdícios.

4 – Ferramentas de controle de estoque

Assim como em praticamente todas as tarefas diárias, o uso de ferramentas é essencial para acelerar e otimizar processos.

Baldasso destaca que dependendo do porte da sua empresa não há necessidade da contratação de um software. “Uma planilha atualizada é o suficiente.”, defende.

Em geral, estas planilhas, segundo pesquisas feitas por nossa equipe tem um custo variável entre R$ 50 e R$ 200. Porém para facilitar sua vida a Delivery Much preparou uma planilha de controle de estoque totalmente grátis, para acessar basta preencher o formulário abaixo e você irá receber a planilha no seu e-mail.

Planilha de Controle de Estoque para Restaurantes

Facilite o controle das entradas e saídas do seu estoque com essa ferramenta!