Microfranquias-2021

Microfranquias 2021: oportunidades de negócio para a sua cidade

Com as mudanças no cenário mundial em 2020, é fundamental analisar quais nichos apresentam as oportunidades mais promissoras para quem planeja empreender no próximo ano.


Depois de um ano atípico e cheio de desafios, chega o momento de pensar nos investimentos para 2021. Ainda que o futuro permaneça incerto, muitos brasileiros desejam começar um negócio próprio, seja por oportunidade, seja por necessidade.

Em qualquer cenário (mas principalmente no atual) investir com segurança é sempre a melhor escolha. É claro que alguns fatores são imprevisíveis, mas ficar atento aos nichos mais promissores do mercado é um caminho para decidir a qual tipo de negócio vale a pena se dedicar.

Investir em microfranquias também deixa o empreendedor em vantagem: além de terem um custo inicial baixo (comparado a outros negócios), também é possível contar com o apoio da rede de franqueados e com todo o know how que a franqueadora tem para oferecer. Esses aprendizados são essenciais para ajudar o empreendedor a lidar com as adversidades e extrair do negócio o que ele pode oferecer de melhor.

Confira abaixo os principais nichos para investir em microfranquias em 2021:


MENU DE NAVEGAÇÃO
1. Delivery
2. Dark kitchens
3. Educação
4. Alimentação saudável
5. Saúde e cuidados pessoais
6. Tecnologia


1. Delivery

O delivery é um dos setores que mais cresceu na pandemia e deixou de ser apenas uma solução conveniente para se tornar uma necessidade em todos os segmentos.

Não apenas o número de usuários de apps de delivery deu um salto quando as medidas de isolamento entraram em vigor como também o número de restaurantes e outros estabelecimentos que buscaram a solução digital aumentou.

Para 2021, a tendência é que esse modelo continue forte para acompanhar as mudanças de comportamento dos consumidores. O investimento em uma microfranquia consolidada no mercado é fundamental para transmitir credibilidade para usuários e restaurantes, além de  oferecer uma plataforma segura e funcional.

2. Dark kitchens

As dark kitchens ganharam espaço em 2020. Esse modelo, que foca exclusivamente no delivery, deve crescer bastante no próximo ano.

A principal estratégia das dark kitchens é a redução de custos através de uma economia colaborativa: a mesma cozinha pode ser compartilhada por vários restaurantes diferentes, o que diminui consideravelmente o investimento em espaço físico. Como não há atendimento em salão, os custos com mão de obra também diminuem, deixando uma margem maior para investir no produto e na logística de entrega.

3. Educação

O mercado de educação precisou se adaptar rapidamente à realidade das salas de aula fechadas. O ensino remoto foi adotado por grande parte das escolas, modelo que, a princípio, deve seguir forte em 2021 através do formato híbrido.

O consumo de conteúdos audiovisuais e aulas ao vivo aumentou muito, principalmente nos primeiros meses de isolamento social. Isso pode indicar que o mercado de educação permanece aquecido e precisa estar preparado para apostar em modelos de ensino remoto.

< id ="4"p>É possível investir tanto em microfranquias de escolas de idiomas e cursos com métodos de aprendizagem, como também apostar em soluções específicas que facilitem a integração do digital à realidade das salas de aula.

4. Alimentação saudável

O nicho de alimentação saudável vem ganhando cada vez mais adeptos. As pessoas passaram a revisar seus hábitos de consumo tendo em vista a saúde e a qualidade de vida, mas sem deixar de lado o impacto ambiental e social das suas escolhas.

Segundo um levantamento divulgado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), oito em cada dez brasileiros afirmam se esforçarem para ter uma alimentação mais saudável, enquanto 71% dos entrevistados optam por produtos mais saudáveis mesmo que tenham que pagar a mais por eles.

Investir em microfranquias focadas em alimentação natural, orgânica, funcional e até mesmo específica para quem tem alergias e restrições alimentares vem se mostrando uma aposta certeira. Oferecer um mix de produtos variados e práticos, como marmitas e pratos congelados, também pode ser uma forma de se destacar no mercado.

5. Saúde e cuidados pessoais

Em tempos de crise, o mercado da saúde e da beleza é um dos poucos que segue apresentando resultados positivos.

Como o tempo que passamos em casa foi bem maior em 2020, o investimento em autocuidado também cresceu. A estimativa é de que o mercado feche o ano com uma alta de 1,1% – o que pode parecer um avanço tímido, mas é significativo se comparado ao contexto atual.

Analise o mercado da sua região e considere microfranquias voltadas para tendências como cosméticos naturais, cruelty-free e que invistam em um modelo de comércio justo e em ciclos de produção sustentáveis.

6. Tecnologia

Esse foi o segmento que ajudou a manter as pessoas conectadas e facilitou a vida de muitos de nós durante a pandemia. Para 2021, com a chegada de novas tendências no mercado, ele representa uma oportunidade para quem quer investir em microfranquias.

A chegada da internet 5G, os avanços da Inteligência Artificial e o uso cada vez mais expressivo de recursos de Realidade Aumentada são apenas alguns exemplos que podem ser explorados. Esse é um mercado que oferece oportunidades com foco tanto no B2B quanto no B2C.

O mercado de eletrônicos também merece atenção. Ele é muito dinâmico, então novidades e upgrades não faltam (assim como clientes dispostos a investir neles). Além disso, como o home office se tornou a nova realidade de muitas pessoas, a busca por recursos e soluções que facilitem o trabalho remoto cresceu muito em 2020 e tende a continuar se expandindo no próximo ano.


Leitura complementar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *