Como a Dark Kitchen pode te ajudar a sair da crise

Como a Dark Kitchen pode te ajudar a sair da crise

Dark Kitchen ou cozinhas fantasma são estabelecimentos que existem apenas no digital, dispensando estrutura de salão convencional e diminuindo custos de operação.


Antes mesmo do coronavírus parar o mundo, as Dark Kitchens já estavam em alta. Também conhecidas como “cozinhas fantasmas”, elas não seguem a estrutura tradicional de um restaurante e são encontradas apenas em apps de delivery.

Devido ao isolamento social, a grande maioria dos estabelecimentos acabou adotando essa prática para não encerrarem suas atividades. Mas, como as mudanças foram muito repentinas, é normal que existam muitas dúvidas a respeito do modelo.

Conheça neste material, a logística por trás das Dark Kitchens, as principais vantagens do modelo e entenda como ele pode ajudar a fortalecer o seu restaurante durante a crise.


MENU DE NAVEGAÇÃO

1 → O que é uma Dark Kitchen

2 → Quais as vantagens do modelo?

3 → Logística e produção

4 → Como uma Dark Kitchen pode ajudar neste momento e após a crise?


1 → O que é uma Dark Kitchen

Sabe aqueles restaurantes que você descobre através de apps de delivery mas, ao procurar pelo endereço, não encontra? Provavelmente eles seguem o modelo de Dark Kitchen.

Restaurantes desse tipo são pensados com foco único no delivery. Por isso, investir em um salão com boa localização, ambiente bem planejado e com uma equipe de garçons para o fazer o atendimento não é necessário.

Mesmo a cozinha pode ter uma estrutura diferente. É possível que mais de um restaurante que tenha o foco exclusivo no delivery utilize a mesma estrutura. Uma dark kitchen compartilhada.

2 → Quais as vantagens do modelo?

A principal vantagem é a redução de custos, já que o modelo dispensa a contratação de equipe de atendimento e os custos referentes ao salão, mas ela não é a única.

Modificar o menu é mais fácil

O cardápio das Dark Kitchens é digital, o que facilita muito a adaptação de acordo com a demanda dos clientes. A partir deste recurso, os restaurantes conseguem monitorar quais pratos têm mais saída e quais podem ser excluídos do menu. Contar com a possibilidade de teste e validação de ideias de forma rápida é importante na elaboração de estratégias de venda.

Você não precisa se preocupar com a localização

Como o restaurante não será frequentado por clientes, a sua localização física já não é tão importante. Por conta disso, é possível alugar um espaço em regiões de aluguel mais baixo e, ainda sim, estratégico, o que contribui para reduzir os custos de operação.

Contudo lembre-se, o fato de você não ter um endereço não impede você de criar uma conta no Google Meu Negócio. Lembre, seu foco é digital, então use todas as ferramentas digitais a seu favor.

É possível compartilhar a cozinha

A possibilidade de compartilhar a cozinha com outros restaurantes Dark Kitchen é outra vantagem do modelo. Com isso, todos conseguem diminuir ainda mais os custos, mesmo investindo em uma cozinha maior e melhor equipada. A sharing economy (economia do compartilhamento) é uma tendência que já vinha ganhando força nos últimos anos e tem tudo para ganhar um fôlego ainda maior neste período de crise.

O delivery é mais eficiente

Como as Dark Kitchens direcionam os seus esforços exclusivamente para o delivery, esse tipo de serviço se torna ainda mais eficiente, o que faz toda a diferença na fidelização dos clientes.

3 → Logística e produção 

Sem o investimento para manter o salão em ordem, as Dark Kitchens têm mais espaço para apostar no volume e na eficiência da produção de pedidos.

Além de garantir a qualidade e a rapidez da preparação dos pratos, também é preciso pensar em todos os aspectos envolvidos na entrega, como a funcionalidade das embalagens. Elas devem acondicionar bem os alimentos e garantir que a apresentação do prato seja mantida até chegar ao seu destino final.

Os apps de delivery também têm papel de destaque na logística de produção deste modelo. Como não há fachada ou endereço que chamem a atenção de possíveis consumidores, os apps assumem o papel de ponto de contato entre o cliente e a Dark Kitchen.

É através dos apps que os clientes encontram os restaurantes, fazem seus pedidos, pagam, acompanham a entrega e avaliam o serviço. Trabalhar com aplicativos sérios, que invistam em melhoramentos constantes para garantir a eficiência das operações e a satisfação dos usuários, pode ser um fator determinante do sucesso do empreendimento.

4 → Como uma Dark Kitchen pode ajudar neste momento e após a crise?

Se o seu restaurante está fechado para o público durante o período de isolamento social, é válido seguir a mesma ideia de corte de custos das Dark kitchens:

  • reveja contratos de prestação de serviços relacionados à manutenção do salão;
  • otimize seus processos de produção visando o delivery;
  • realoque funcionários para funções que passam a ser essenciais no delivery, como as entregas e organização de pedidos.
  • busque apps confiáveis de delivery para inserir o seu restaurante.

Essa lógica também será importante quando a pandemia passar. É difícil prever o comportamento dos consumidores em um período tão incerto, então é mais prudente trabalhar com um cenário de movimento abaixo do esperado.

Mesmo que seu restaurante volte a receber clientes, ter um sistema de delivery fortalecido será importante para garantir uma fonte segura de receita e para seguir atendendo os clientes que preferem a comodidade de comer em casa.

Leia também

2 thoughts to “Como a Dark Kitchen pode te ajudar a sair da crise”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *