Negocios-digitais

Negócios digitais: saiba como adaptar o seu negócio ao mundo digital

A adesão aos negócios digitais foi impulsionada pela pandemia e confirmou uma forte tendência de consumo online para os próximos anos.


Não é de hoje que falamos sobre a importância da digitalização dos negócios que desejam se manter competitivos no mercado. Mas o que era um diferencial até pouco tempo atrás, ganhou um caráter de urgência em 2020 em decorrência da pandemia.

O isolamento social acelerou o processo de digitalização dos negócios. O crescimento da presença digital esperado até 2023 acabou acontecendo em 6 meses, e especialistas já apontam que quem não investir no digital pode estar com seus dias contados.

Mas como deve funcionar essa migração do offline para o online? Quais são os pontos de atenção e em quais soluções digitais vale a pena investir? Confira tudo o que você precisa saber antes de investir em um negócio digital.


MENU DE NAVEGAÇÃO
1 → Penetração do digital durante a pandemia
2 → Agilidade na entrega
3 → Soluções digitais para pequenos negócios
4 → Delivery para nicho de mercado
5 → A importância do relacionamento
6 → Como migrar seu negócio para o digital
7 → Segurança digital: como evitar fraudes


1 → Penetração do digital durante a pandemia

Como manter um negócio funcionando quando é preciso ficar de portas fechadas?

Esse foi o questionamento de donos de estabelecimentos físicos assim que o isolamento social, que inicialmente era previsto para apenas 15 dias, deixou claro que não acabaria tão cedo. Empreendedores dos mais diversos setores passaram a buscar alternativas para evitar a falência, e a migração para o digital foi a escolha da grande maioria.

Uma solução que merece destaque foi a adesão de negócios do setor de alimentação aos aplicativos de delivery. O modelo já era conhecido pelo crescimento contínuo a cada ano, mas com a pandemia o crescimento foi significativo.

Segundo o site Statista, 72% dos usuários de smartphone afirmaram usar aplicativos para pedir comida em 2020, contra os 47% de 2019. A previsão até o final do ano que vem é de que o setor movimente sozinho cerca de US$ 6,3 trilhões de dólares em todo o mundo.

Números assim devem ser percebidos também em outros segmentos, já que a pandemia ajudou a modificar como um todo o comportamento dos consumidores. Ela antecipou a tendência de expansão do digital prevista para os próximos anos, fortalecendo a priorização dos negócios online. Mas, para se destacarem nesse novo ambiente, os negócios precisam saber direcionar os seus esforços de forma estratégica.

2 → Agilidade na entrega

Concluir uma compra em 5 minutos e esperar 30 dias para receber: faz sentido para você? Para a grande maioria dos consumidores também não, e os negócios, digitais ou não, precisam estar atentos a isso.

Os grandes players do mercado já entenderam que agilidade é a palavra-chave. Empresas como a Amazon e o Mercado Livre investem muito nisso, com uma logística pensada para diminuir cada vez mais o tempo entre a confirmação da compra e o recebimento do pedido pelo cliente. A entrega em 24h para qualquer lugar do país já não é mais uma realidade tão distante.

Mais do que comodidade, receber um produto pouco tempo depois da compra online tem um impacto direto na experiência do cliente. Se você tem o melhor produto no site mas peca na hora da entrega, a insatisfação é garantida.

3 → Soluções digitais para pequenos negócios

“Mas soluções digitais são só para empresas que já são grandes no mercado.”

Esse é um mito que faz com que muitos negócios pequenos percam oportunidades de crescimento, sejam eles físicos ou com presença online. Qualquer negócio, independentemente do tamanho, deve investir na otimização da sua gestão — e o que não faltam são soluções para isso.

Pense em todos os processos envolvidos na cadeia de organização interna do seu negócio físico. No digital ela também existe de uma ponta a outra do processo.

Logo, busque soluções ligadas à construção do site, gestão de pedidos, meios de pagamento, soluções de atendimento ao cliente, de envio de produtos, entre outras. Além de se encaixarem ao tamanho da sua empresa e as suas necessidades, pense que essas soluções devem facilitar o dia a dia da sua empresa e simplificar o seu processo de transição digital.

4 → Delivery para nicho de mercado

Trabalhar com um nicho específico de mercado é uma estratégia que vem crescendo nos últimos anos. Negócios que apostam nessa tendência focam em clientes que nem sempre encontram opções que atendam a necessidades específicas, o que aumenta muito as chances de fidelização.

Durante a pandemia, um comportamento chamou a atenção do mercado: o crescimento de delivery focado em determinados nichos. Players com presença nos grandes centros registraram, entre março a agosto de 2020, um aumento de 18% nos pedidos gourmet. Outro setor que cresceu foi o de bebidas.

Definir um nicho específico também ajuda a direcionar os seus esforços de comunicação, ponto importante quando um negócio está começando a se inserir no meio digital.

5 → A importância do relacionamento

Você sabe quem é o público da sua empresa? Se você tem um restaurante e a sua resposta for “todo mundo que goste de comer a comida X”, volte um passo para trás e invista algum tempo nessa definição. Saber quem é o seu cliente é fundamental para que você saiba como se comunicar com ele.

O relacionamento é muito mais do que ter uma central de atendimento ao consumidor. Quando um negócio é digital, o seu cliente não tem contato com ninguém ao longo da jornada de compra como acontece em uma loja física, por exemplo. Por isso, o cuidado em manter um relacionamento próximo e estar sempre atento aos canais de relacionamento da empresa é tão importante.

Seja através de um 0800, seja em uma conversa por whatsapp, mantenha o foco em passar confiança e oferecer a melhor experiência para os seus clientes.

6 → Como migrar seu negócio para o digital

Assim como cada empreendedor vê a expansão para o online de uma forma diferente, também não existe um único caminho para tornar um negócio digital. O fato é: você não precisa migrar completamente, mas pode adotar soluções que ajudem o seu negócio físico a se posicionar no online. Confira:

a) Google meu negócio: ferramenta do Google que permite que informações sobre o seu negócio (como endereço, telefone e horário de funcionamento) sejam facilmente encontradas na ferramenta de busca. O cadastro é gratuito.

b) Redes sociais: hoje em dia as redes sociais não precisam mais funcionar apenas como uma vitrine para o negócio. Plataformas como o Instagram já possuem para vendas, por exemplo. Os perfis também são ferramentas importantes para ajudarem na construção da marca perante os consumidores.

c) Site: ter um site é importante mesmo que você não o utilize para vendas. A grande maioria dos consumidores pesquisa informações na internet antes de se decidir por uma compra, por isso é importante manter um site bem ranqueado e com todas as informações sobre o seu negócio disponíveis.

d) Marketplaces: os marketplaces funcionam como shoppings virtuais, e são uma opção interessante para negócios que estão começando a se inserir no mundo digital. Como o tráfego nesse tipo de site costuma ser alto, é uma forma mais fácil e com custo baixo de atingir seus potenciais clientes.

e) SEO: investir na otimização dos mecanismos de busca é fundamental para que o seu site tenha alcance e um bom posicionamento quando um usuário busca por determinadas palavras-chave.

f) Atendimento digital: busque ferramentas específicas para facilitar esse processo ou use os canais da marca, como Whatsapp, Facebook e Instagram. A contratação de assistentes digitais também é um recurso interessante se você não possui uma equipe que possa se dedicar especificamente a essa tarefa.

g) Apps de delivery: cada vez mais populares, os apps de delivery ajudam a impulsionar negócios dos mais variados setores, sendo o setor de alimentação o que tem o maior destaque. Plataformas que já têm uma base expressiva de usuários na sua região de atuação apresentam um potencial maior de atrair novos consumidores para o seu negócio.

7 → Segurança digital: como evitar fraudes

Por fim, a segurança digital é um item que exige atenção para evitar problemas futuros. Todo mundo que já fez uma compra online está acostumado com o procedimento de preencher formulários com seus dados pessoais. Essas informações têm um valor alto para as empresas, já que a partir deles é possível traçar um perfil do cliente e investir em estratégias de fidelização.

Os clientes, por sua vez, estão cada vez mais atentos às questões de segurança e exigem transparência por parte das empresas em relação à privacidade de seus dados.

Por isso, assegure que as políticas de sua empresa estejam de acordo com as regras da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) e do Marco Civil da Internet, e adote práticas para proteger as informações dos consumidores.


Leitura complementares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *