Entenda como o mercado de delivery cresceu mesmo nos últimos anos - Delivery Much Blog

Entenda como o mercado de delivery cresceu mesmo nos últimos anos

Existem atualmente diversos aplicativos para pedir comidas e refeições, e a comodidade é um dos principais fatores que explicam o crescimento do uso dessa tecnologia e do mercado de delivery de forma geral.

E não é pra menos! Afinal, pedir um prato no restaurante da sua preferência, podendo comparar os preços e com uma diversidade de opções, é muito bom, não é mesmo?

Pensando nisso, desenvolvemos este artigo sobre o mercado de delivery, abordando um panorama desse setor no Brasil. Então, não perca tempo e continue a leitura! 

Qual é o cenário atual do mercado de delivery no país?

Em primeiro lugar, é preciso compreender o crescimento do número de restaurantes e a explosão do segmento de food-service. E

não é difícil: a rotina corrida na grande maioria das cidades brasileiras — aliada à diversidade pratos, que incluem até opções de alimentação saudável — cria um cenário perfeito para o aumento do número de restaurantes e para o crescimento.

Nessa perspectiva, há o surgimento em paralelo do mercado de delivery (entrega em domicílio), como uma forma mais cômoda de adquirir pratos e alimentos.

A tradicional forma de pedir por telefone já se tornou muito pouco utilizada e vem decaindo cada vez mais, com a chegada dos smartphones e atendimento digital.

Atualmente, existem diversos aplicativos que possibilitam uma experiência mais próxima à de uma praça de alimentação virtual e contribuem para o crescimento do mercado de delivery.

A Delivery Much, por exemplo, têm um sistema que possibilita a inserção dos comerciantes no mundo digital, ofertando os seus produtos para diversos clientes de forma online. 

Segundo dados da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (ABRASEL), o mercado de delivery com o faturamento de pedidos efetuados por aplicativos foi de R$ 10 bilhões, no ano de 2017.

Esses números mostram o potencial de crescimento e alavancagem desse segmento. Então, fique atento!

Mercado de delivery e o Coronavírus em 2020

Com a pandemia mundial do novo Coronavírus e o isolamento social imposto em boa parte das cidades brasileiras, quem brilhou foi o mercado de delivery. Só no primeiro semestre de 2021 a Delivery Much teve um crescimento total de mais de 93%.

Aumentaram não somente o número de pedidos realizados através do aplicativo, com um crescimento de 92% em comparação a 2019, bem como o número de usuários chegou a mais de 3 milhões, o que representou um crescimento de mais de 70%.

Os excelentes resultados de crescimento ocorreram uma vez que a maioria dos restaurantes tiveram que buscar novas formas de vender seus produtos, impossibilitados de atender presencialmente os clientes que, por sua vez, também buscavam soluções para receber alimentos direto na segurança de suas casas. Neste cenário, o mercado de delivery deu um salto!

Outros dados importantes de pesquisas realizadas mostram que em março de 2020 o download de aplicativos de delivery cresceu mais de 120% se comparado à mesma data em 2019 no país (Statista).

Além disso, a pesquisa também aponta que em 2017, 47% dos usuários de smartphone afirmaram usar aplicativos para pedir comida, número que saltou para 72% em 2020.

Os dados reforçam o crescimento acelerado do mercado de delivery, impulsionado pelo isolamento social no ano de 2020. Além disso, dados apontam que esta tendência de crescimento deve continuar em alta nos próximos anos.

Entre os entrevistados de uma pesquisa realizada pela Galunion junto da empresa Qualibest, 21% acreditam que vão gastar ainda mais com esse canal de compras no pós-pandemia.

Outra pesquisa, dessa vez da empresa Digital Market Outlook aponta que o Brasil foi destaque no mercado de delivery na América Latina em 2020. O país foi responsável por quase metade do mercado de entregas sozinho, chegando a 48,77%. Depois do Brasil estão México e Argentina com cerca de 27,07% e 11,85%, respectivamente.

Ainda de acordo com a pesquisa, a previsão é de que o país encerre o ano de 2020 com 17,3 milhões de usuários nos aplicativos do tipo “plataforma para o consumidor”.  Além disso, os usuários de aplicativos de delivery “restaurante para o consumidor” devem atingir 39 milhões até 2024.

Os números impressionam, não é mesmo? Mas além de impressionar eles demonstram o enorme potencial de crescimento e lucratividade deste setor da economia. 

Para quem deseja empreender e não sabe ainda em qual segmento entrar, certamente o mercado de delivery é uma boa pedida pois, ao contrário dos demais setores da economia que sofreram grandes perdas com a pandemia do Coronavírus, ele vem surfando na onda contrária.

Como está a percepção do consumidor com as tecnologias?

A tecnologia mudou completamente a forma como nos relacionamos e desempenhamos as atividades mais cotidianas. E o recente empoderamento dos clientes, sem sombra de dúvidas, é um dos grandes atrativos e impulsionadores da utilização de ferramentas tecnológicas.

Inclusive, a familiaridade com os aplicativos é algo cada vez mais comum, fazendo com que a maioria das pessoas consiga superar o receio inicial de utilizá-los. Pensando, por exemplo, no caso do delivery, é possível estabelecer um panorama de antes e depois da difusão da tecnologia.

No passado, era preciso se deslocar e fazer o famoso comparativo de preços, procurando sempre a melhor opção. Hoje, já é possível consultar um número bem maior de restaurantes e ter o prato escolhido entregue no conforto da própria casa.

Quais tipos de mercado estão tendo melhores resultados com delivery?

Existem diversos segmentos de empresas que trabalham hoje com alimentação: fast-foods, alimentação saudável, produtos naturais, dentre outros. Mas o que é perceptível em todos eles é a presença de soluções que englobem o delivery.

Afinal, independentemente do setor, há sempre uma estratégia de delivery adequada à proposta comercial da empresa!

Enfim, como podemos ver, não é à toa que o mercado de delivery está em grande ascensão. Por isso, é primordial contar com soluções e tecnologias que maximizem e melhorem a relação consumidor-restaurante.

E aí, gostou do post? Sobrou alguma dúvida? Quais são as suas experiências com o delivery? Deixe o seu comentário e divida a sua opinião com a gente!

* Post atualizado em janeiro/2021

Infografico Mercado de delivery 2020 e tendências para 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *