Entenda quais são as responsabilidades de um franqueador

O negócio de franquias vem crescendo consistentemente como uma opção viável para pessoas que buscam inovação. Nosso blog já apresentou em detalhes o que são e como funcionam as franquias. Até mesmo empreendedores iniciantes podem obter grandes resultados como franqueados, desde que estejam atentos às responsabilidades de um franqueador.

O conhecimento é a principal ferramenta disponível para garantir parcerias duradouras e benéficas para ambas as partes. Pensando nisso, desenvolvemos este post para apresentar os deveres dos franqueadores e as atitudes que você pode tomar caso perceba que eles não estão sendo cumpridos. Confira!

Quais são as responsabilidades de um franqueador?

Para que a relação entre franqueados e franqueadores seja saudável e vantajosa para os dois lados, é fundamental que exista clareza quanto às regras que cada um deve seguir. Essas normas, estipuladas e detalhadas em contrato, devem estar sempre em primeiro plano, para evitar conflitos. Veja as principais obrigações do franqueador para a parceria:

1. Capacitar os franqueados

O franqueador é quem define, testa e desenvolve o conceito do negócio, ou seja, o conjunto de normas técnicas, processos e padrões que guiam a gestão do empreendimento. Depois que o contrato é assinado, cabe a você, como franqueado, replicar fielmente esse modelo. Evidentemente, o processo de implantação depende de uma preparação bem feita.

Por isso, é dever do franqueador disponibilizar programas de capacitação, treinamentos e documentações que expliquem com clareza os procedimentos seguidos pela franquia. Tudo isso facilitará o processo de planejamento do seu negócio.

2. Oferecer apoio operacional

O franqueador deve manter uma equipe de consultores e assessores capaz de orientar os franqueados e ajudá-los a resolver dificuldades. Esses profissionais devem ter conhecimento profundo do modelo de negócio e estar sempre dispostos a sanar dúvidas sobre os processos operacionais. Tal apoio é imprescindível, especialmente para quem está abrindo seu primeiro negócio.

3. Supervisionar o cumprimento das normas

Outra obrigação essencial do franqueador é supervisionar o trabalho de todos os franqueados, garantindo que as normas estabelecidas previamente no contrato sejam cumpridas.

Se for encontrado algum problema, é necessário buscar soluções imediatamente. Essa função é fundamental para manter um padrão bem definido e fortalecer a imagem da rede perante os consumidores.

4. Difundir boas práticas

A partir de análises constantes do desempenho de seus parceiros, os franqueadores devem trabalhar para encontrar boas práticas que possam ser replicadas por toda a rede. A difusão desse conhecimento valioso pode ser feita, por exemplo, em um sistema de intranet ou em reuniões presenciais com os franqueados.

E se o franqueador não cumprir suas responsabilidades?

O cuidado essencial que todo franqueado deve ter é cobrar para que qualquer informação ou orientação vinda do franqueador seja formalizada com clareza e objetividade.

Tenha sempre em mente as determinações contratuais e mantenha uma comunicação constante. Jamais aceite alterações realizadas sem que você tenha sido avisado com antecedência.

Depois de aprender um pouco mais sobre as responsabilidades de um franqueador, que tal deixar sua opinião nos comentários? Aproveite para relatar suas experiências, expor dúvidas ou apresentar sugestões para enriquecer nosso conteúdo.