Quais são os principais desafios na gestão de franquias?

Sabemos que gerenciar um negócio próprio requer uma boa dose de coragem, afinal, há uma série de dificuldades para torná-lo sustentável. Embora seja reconhecida como uma opção mais segura para quem deseja empreender, a gestão de franquias também impõe desafios e não dispensa ao administrador a necessidade de aprender.

Nossa proposta neste post é ajudar você a se preparar melhor para gerir uma franquia. Para isso, levantamos os principais desafios desse processo e, ainda, sugestões para lidar com cada um deles e alcançar o sucesso. Confira!

Driblar a falta de experiência

Se você é um empreendedor iniciante, certamente sabe que é necessário ter disposição para aprender sempre. Todos os dias surgirão situações novas, exigindo abordagens diferenciadas. É claro que o franqueador estará presente para transferir seu know-how. Porém, chegará o momento em que você deverá tomar certas decisões sozinho.

Por isso, procure tirar lições de cada dificuldade e jamais mantenha uma postura conformista. A competitividade do mercado é crescente e você precisa acompanhar o ritmo, acumulando e aplicando novos conhecimentos. Sem dúvidas, ler bons livros sobre empreendedorismo ajudará bastante.

Desenvolver a capacidade de planejar

Nenhum negócio aguentará por muito tempo se não for sustentado por um planejamento bem feito. Por isso, crie o hábito de analisar o cenário atual, definir objetivos claros e pensar com antecedência nos passos necessários para cumpri-los.

Também esteja preparado para avaliar constantemente os resultados de suas ações e para mudar o rumo quando algo não estiver suficientemente bom no processo de gestão de franquias.

Cuidar da gestão de pessoas

Relacionar-se com outras pessoas exige sensibilidade para gerenciar conflitos. Em certos casos, as divergências são benéficas e até desejáveis, pois estimulam a criatividade. Entretanto, isso deve ocorrer de maneira controlada, caso contrário, o ambiente de trabalho será bem pesado.

Se você pretende contratar funcionários, faça o possível para selecionar pessoas com perfis adequados e que demonstrem capacidade de evoluir. Escolhas erradas resultam em altos índices de rotatividade e atrapalham muito o desempenho de qualquer equipe.

Gerenciar as finanças

Esse é um ponto bastante delicado, afinal, qualquer falha pode causar prejuízos gigantescos. Antes mesmo de abrir a empresa, faça um estudo detalhado de viabilidade. Depois, estabeleça métodos adequados de controle e seja rigoroso no acompanhamento do fluxo de caixa.

No início, as despesas serão maiores que o faturamento. Portanto, o sucesso no longo prazo dependerá muito da sua capacidade de identificar riscos e oportunidades de negócios. Estude bastante sobre a gestão do capital de giro, pois é ele que sustentará a empresa até o lucro começar a aparecer.

Administrar o marketing

Conquistar os primeiros clientes exigirá um grande esforço, visto que é necessário fazer com que as pessoas saibam da existência do negócio e sejam atraídas por boas propostas. Obviamente, ter um plano de marketing estabelecido previamente é uma das responsabilidades do franqueador.

Porém, cabe a você, enquanto franqueado, ter engajamento para executar corretamente a estratégia. Procure comunicar-se frequentemente com o franqueador, compreender bem o projeto de marketing e, caso julgar necessário, propor melhorias.

Embora o processo de aprendizado para realizar uma boa gestão de franquias seja interminável, a recompensa pelo esforço dará mais combustível para você continuar. Encarar de frente os pontos que listamos aqui é essencial para obter sucesso no segmento, pois trará a sustentação necessária para enfrentar outros desafios que virão.

E aí, o que achou do artigo? Deixe um comentário falando sobre suas experiências ou expondo dúvidas sobre o assunto. Contamos com você para enriquecer este conteúdo!