Afinal, como implementar a cultura de startup em uma empresa?

Você já ouviu falar sobre as startups? Esse termo anda muito comum nos noticiários empresariais devido ao crescimento de empresas com tecnologias e processos disruptivos (que criam um novo mercado, desestabilizando a concorrência). Elas estão mudando o jeito de nos relacionarmos, comprarmos e nos deslocarmos.

Pensando nesse assunto, muitos empresários passaram a incorporar elementos da cultura de startup nos seus negócios tradicionais. Assim, eles procuram ganhar eficiência, melhorar a produtividade e o relacionamento com os seus colaboradores. Quer entender mais um pouco sobre esse assunto? Então, não deixe de conferir a leitura do artigo até o final!

Desenvolvimento técnico da equipe

Como já foi dito, a tecnologia é um fator muito presente nas startups. Nessa perspectiva, o desenvolvimento técnico dos colaboradores e a retenção de talentos é o que faz, de fato, com que esses negócios prosperem.

Ao incorporar a cultura de startup, o empresário eleva muito as capacidades individuais dos seus trabalhadores, acabando também por promover o crescimento geral de todo o negócio. Não podemos nos esquecer de que o incentivo à capacitação e ao estudo é quase um mantra a ser seguido nas startups.

Desse modo, é fundamental que o empreendedor procure fomentar o crescimento e o desenvolvimento de habilidades dos seus colaboradores mediante treinamentos in company ou subsidiando cursos de qualificação. Pense sempre nisso!

Maior engajamento dos colaboradores

Pesquisas apontam que o que atrai profissionais para trabalhar em startups é muito mais o ambiente e a cultura da empresa do que propriamente o salário. Dessa forma, o engajamento dos colaboradores é muito maior, gerando inúmeras vantagens competitivas para o negócio.

Algumas estratégias são utilizadas para promover esse comprometimento. Por exemplo, o uso de espaços de descontração no interior da empresa, utilizando videogames, bilhares e, até mesmo, espaços para festas. Com isso, o significado de trabalhar transcende aquele de somente executar processos operacionais.

Ambiente inovador

Nós mencionamos como os espaços de trabalho nas startups são bastante inovadores. Além disso, é preciso ter em mente que eles prezam o desenvolvimento das capacidades individuais e incitam um maior relacionamento interpessoal.

Com isso, toda a empresa tende a ganhar com uma sequência de fatores positivos: engajamento, crescimento profissional, dentre outros. Por isso, o ambiente de trabalho deve romper com as normas rígidas e inflexíveis que separam os colaboradores em locais determinados para trabalhar. Arquitetura aberta é aposta de quem deseja ter uma cultura de startup no seu negócio. Fique atento!

Implantando uma cultura de startup

Em primeiro lugar, é preciso ter inovação digital no seu negócio. A tecnologia revolucionou diversos processos e não tem como divergir dessa nova onda. Por isso, procure alternativas para automatizar as atividades operacionais e melhorá-las.

Além disso, um ambiente aberto, acolhedor e que tenha a diversidade como um dos seus valores é de suma importância. A colaboração também é uma característica que deve ser bem trabalhada e divulgada na empresa.

Seguindo essas dicas, de maneira orgânica é possível ir criando uma cultura de startup em seu negócio. Essa modalidade pode ser considerada um novo fenômeno no mercado corporativo.

Quer ter acesso a mais conteúdos como este? Curta nossa página no Facebook!