Skip to main content
comunicação integrada para franquias

Comunicação integrada: a importância do relacionamento entre franqueados para o sucesso das franquias

5 (100%) 2 votes

Comunicação integrada é um conjunto de estratégias de comunicação interna, e tem por objetivo concentrar esforços à entrega de uma mensagem clara e uniforme.

O plano de comunicação integrada está entre as principais estratégias das franquias bem-sucedidas. Uma rede só garante a unidade de processos e atinge os resultados que busca quando conversa contínua e claramente com todos os seus públicos.

Nessa lógica, a comunicação interna tem papel relevante, principalmente quando pensamos no relacionamento entre franqueados. Afinal, além de se conectar com os consumidores, os empreendedores que investem na empresa precisam trabalhar em sintonia para alcançar os objetivos propostos e impulsionar o crescimento da rede.

 

e-book guia de franquias
A seguir, vamos falar mais sobre a relevância de uma boa comunicação no franchising e mostrar formas de desenvolver esse cuidado nas empresas.

Siga a leitura e entenda mais sobre esse assunto!

Porque valorizar a comunicação integrada
Como desenvolver o relacionamento entre franqueados
Contar com uma equipe de comunicação
Promover conselhos de franqueados
Criar grupos de whatsapp

Por que valorizar a comunicação integrada?

A resposta para essa pergunta é pontual: sem uma estratégia que interligue todas as unidades de uma franquia, é impossível padronizar os procedimentos da marca e controlar a qualidade de produtos ou serviços e do atendimento. Então, como o objetivo de empresas do franchising é crescer em rede, trabalhar com base em comunicação integrada é o segredo para construir uma imagem forte no mercado.

Com isso entendido, precisamos observar que a comunicação é efetiva e alinhada quando pensamos além das tecnologias. Não podemos negar que as inovações em informatização e gestão estão otimizando cada vez mais as rotinas das empresas, porém, quando o assunto é comunicação, é indispensável olhar para pessoas.

Os franqueados devem ser incentivados a se aproximar uns dos outros e ter meios para estabelecer contato. Um processo assim só é abraçado pelos integrantes quando faz parte da cultura organizacional — é justamente por isso que a comunicação precisa ser vista como uma estratégia.

Danielle Moreira, Coordenadora de Comunicação e Suporte Customer Success Delivery Much Brasil, detalha ser essencial construir uma comunicação entre franquia e franqueados e mesmo entre franqueados que seja transparente e focada na colaboração e troca de conhecimento.

A noção desse suporte coletivo, motiva por uma comunicação integrada coerente e humanizada gera mais confiança no trabalho e facilita a tomada de decisão. Portanto, as empresas têm de observar que o relacionamento dos franqueados é relevante para a expansão saudável da marca.

Como desenvolver o relacionamento entre franqueados?

Quando existe abertura entre os profissionais de uma franquia, uma série de soluções criativas podem surgir para melhorar operações e resolver problemas. Mas o que se pode fazer para que o contato seja permanente e efetivo?

A seguir, conheça 3 práticas para estruturar uma comunicação integrada que prioriza o bom relacionamento entre franqueados:

1. Contar com uma equipe de comunicação

Já falamos sobre como o plano de comunicação é uma estratégia fundamental para as empresas. Logo, é preciso que haja uma documentação que oriente os franqueados, direcionada para a missão, a visão e os valores da empresa.

A confecção desse material será sempre mais adequada quando as franquias tiverem times de profissionais especializados na área. O ideal, então, é que qualquer rede possua um departamento de comunicação, responsável por planejar e desenvolver ações e também dar suporte ao relacionamento entre as unidades.

2. Promover conselhos de franqueados

O contato real entre os gerentes de unidades é importante para a resolução de problemas e também para o desenvolvimento de soluções a partir da vivência das unidades. Conversas com esse foco podem ser efetivadas com a realização de reuniões periódicas dos franqueados, de modo que possam falar sobre ações e processos que deram certo ou não.

Um conselho que convide todos os franqueados é uma maneira de horizontalizar a comunicação e faz com que os empreendedores se sintam mais representados na empresa. Para Danielle, esse processo é muito vantajoso, porque além de engajar e aproximar os franqueados constrói uma relação de proximidade e troca de conhecimento.

Além disso, as reuniões conferem autonomia ao trabalho dos profissionais e, assim, a empresa demonstra confiança nas decisões que seus franqueados levantarem para a melhoria das operações.

3. Criar grupos no WhatsApp

A tecnologia faz parte de todos os processos da maioria das franquias atualmente. Controle de contas, ações de marketing, liberação de documentos e gestão de unidades são apenas alguns exemplos.

Outro recurso inovador que pode ajudar muito a rotina das redes é o WhatsApp, especialmente porque estamos falando de comunicação integrada.

A criação de grupos para os franqueados permite que, diariamente, os colegas possam trocar informações relacionadas ao negócio, dicas operacionais e até mesmo oportunidades de capacitação profissional.

O ideal é que as regiões (por exemplo, Sul, Sudeste e Nordeste) tenham grupos específicos, uma forma de conectar os times de franqueadores por demanda — afinal, cada localidade terá particularidades. Essa organização dependerá, é claro, do número de lojas e da estratégia de expansão da franquia.

A comunicação integrada é uma boa prática indispensável para a conexão entre todas as partes da franquia, sendo essencial para que o relacionamento entre franqueados se estabeleça. É possível driblar obstáculos com agilidade e garantir o sucesso da rede proporcionando espaços de convívio entre os gerentes da marca.

Quer entender ainda mais sobre a comunicação interpessoal em franquias? Então, anote as dicas do post “Franqueado e franqueador: como ter uma relação duradoura e benéfica na parceria”.

e-book guia de franquias