Skip to main content
expansão-de-franquias

Expansão de franquias: saiba como crescer dentro de um ou mais redes de franquias

Rate this post

Conquistar reconhecimento na rede é uma das principais metas que guia um franqueado. Após investir tempo e recursos e se dedicar para que a unidade seja um sucesso, nada como perceber feedback positivo da franqueadora e do público.

Mas quando o negócio já atingiu esse nível, o que fazer? Quem deseja continuar evoluindo com as oportunidades que o franchising oferece tem a expansão de franquias como o próximo passo. Esse avanço na trajetória é um processo recente no Brasil e sinaliza a profissionalização que o franchising está atingindo no país.

Para tocar essa nova empreitada, o franqueado pode optar por dois caminhos: abrir uma nova unidade da mesma rede ou trabalhar com mais de uma marca ao mesmo tempo.

Se você quer entender como essa decisão pode afetar os negócios, continue neste post. Vamos mostrar as principais características de cada opção e também seus prós e contras.

 

Novas unidades na mesma rede

Nesse caso, você estará dando um passo a mais em um modelo testado e bem-sucedido. A ideia, então, é aproveitar o know-how sobre o negócio e usá-lo para fortalecer e disseminar a marca em mais localidades e, consequentemente, crescer como empresário no contexto da franqueadora.

 

Prós e contras

A principal vantagem de seguir na mesma rede é a transferência de conhecimento da primeira unidade para as demais. Certamente, isso otimiza o início das operações. Em contrapartida, a escolha pode fazer com que você fique estagnado numa zona de conforto.

Outro benefício de investir em terreno conhecido é que a experiência facilita a identificação de possíveis obstáculos e pontos fracos e fortes do negócio logo no início. Nesse mesmo fluxo, está a questão de suporte da franqueadora, afinal, a familiaridade com o pessoal e o processo de operações garante a diminuição de riscos no investimento.

Só que essa estabilidade também pode trazer desvantagens. Um exemplo disso está nas épocas de oscilação econômica, as crises, que tendem a ser duras para quem investe em apenas uma área. Se o setor da marca que você representa sofrer uma queda brusca, ter mais de uma unidade para gerenciar pode ser árduo, prejudicar as finanças e até mesmo levar ao encerramento das operações.

 

Unidades em franquias diferentes

Nessa segunda opção, é preciso ter mais de cautela. Fazer investimento multifranquias significa estar aberto a possibilidades e correr riscos. O ideal é escolher franqueadoras que tenham alguma proximidade com a atual, de modo que você consiga diversificar nas fontes, mas sem investir totalmente às escuras.

A decisão deve ser tomada a partir de uma pesquisa de mercado adequada, especialmente para que você não considere empresas concorrentes, pois isso seria inviável para uma expansão de franquias bem-sucedida.

 

Prós e contras

Imagine que você chegou num ponto legal com a sua franquia e percebeu que, daqui em diante, não há como os lucros aumentarem. Mas, como você tem o objetivo de ampliar o capital, já começou a procurar novos negócios. Nesse contexto, abrir unidades de outras marcas é vantajoso, pois você conseguirá aplicar a experiência empresarial em uma opção mais favorável economicamente.

Porém, esse ponto positivo pode ser também uma fonte de estresse, principalmente se você tiver dificuldades com a gestão. Planejar e administrar lojas variadas exigirá forte liderança, tranquilidade e capacitação da sua parte. Sem essa tríade em sintonia, poderá ser bem difícil manter uma rotina multifranquias.

Agora, voltando para os aspectos positivos, não podemos deixar de mencionar a curva de aprendizado. Abrindo-se a possibilidades, você será desafiado a lidar com situações novas, o que é importante para a sua trajetória empreendedora e também poderá refletir sobre os processos antigos do seu primeiro negócio.

E ainda mais um ponto positivo dessa situação é a sobrevivência nos tempos econômicos instáveis. Com um portfólio amplo, você não ficará à mercê das mudanças do mercado.

 

Desafios da expansão de franquias

Independentemente de você escolher ampliar a atual marca ou ser um multifranqueado, tenha em mente que o processo exigirá dedicação, esforço e preparo.

Ambos os métodos de expansão de franquias trazem vantagens e desvantagens, uma situação que é comum em todo processo de evolução empresarial. Logo, certamente aparecerão obstáculos que você deverá encarar na busca pelo sucesso.

Em resumo, podemos dizer que os principais desafios para ampliar a atuação como franqueado são:

  • necessidade de gerenciar múltiplos processos;
  • lidar com mais pessoas (funcionários, fornecedores e franqueadores);
  • saber recrutar os profissionais certos para o gerenciamento das unidades;
  • ampliar verbas em operações, RH e contabilidade;
  • dedicar-se ainda mais ao estudo de mercado.

Além de tomar esses cuidados, estabeleça uma comunicação clara com a franqueadora. É importante identificar, antes de tudo, se a empresa tem estrutura e experiência para lidar com franqueados responsáveis por várias unidades.

A expansão de franquias é o passo seguinte da jornada dos empreendedores de sucesso no franchising. E para que a sua relação com as redes seja sempre de ganho mútuo, entender as responsabilidades entre as partes também é essencial. No post, “Qual o prazo ideal de um Contrato de Franquia?”, explicamos os principais pontos desse acordo. Leia e entenda!