empreender-com-sucesso

Os 4 elementos para quem deseja empreender com sucesso

Começar um empreendimento é uma decisão e tanto. Não basta ter uma sacada genial para fazer um negócio decolar, pois boas ideias não se concretizam sem investimento. É preciso trabalhar o potencial para que um produto ou serviço se torne viável e atrativo no mercado.

Conquistar espaço entre investidores, público e outros empreendedores, lançando soluções inovadoras e realmente impactantes, é uma consequência de uma jornada baseada em quesitos como dedicação, foco, disciplina e organização.

E existem cuidados que são indispensáveis nesse caminho, favorecendo que os resultados sejam tal qual como sonhamos e, quem sabe, ainda melhores! Neste post, você conhecerá alguns deles. Descubra, a seguir, os 4 elementos necessários para empreender com sucesso!

 

  1. Conhecer o ambiente

O objetivo de um novo empreendimento deve ser o de sanar algum vazio da sociedade, um espaço que favoreça a produção, o desenvolvimento e a sustentabilidade de produtos ou serviços. Essa é uma definição básica, e você já deve conhecê-la, mas não a subestime. Afinal, a partir dela, podemos tirar a seguinte conclusão: não é viável empreender com sucesso sem conhecimento do mercado.

Entender o macroambiente é uma das etapas mais importantes para descobrir se uma ideia tem espaço para crescer e, se a resposta for positiva, potencializar os valores que podem ser agregados a ela.

Nesse sentido, como empreendedor, você deve se dedicar ao entendimento da cena empresarial da região em que deseja investir. Busque informações sobre novos negócios, estude cases de sucesso na localidade escolhida, acompanhe as movimentações das redes sociais, esteja aberto a novos conhecimentos e contatos.

Além dessa atitude proativa, é importante que você trabalhe com um instrumento de estudo formal. Estamos falando aqui da análise de mercado, focada em identificar questões pertinentes ao nicho, ao público e à concorrência. Portanto, busque entender como fazer essa pesquisa e tire um tempo para elaborá-la.

 

  1. Validar a ideia

Além de saber para que lado sopram os ventos do mercado, você também precisará identificar o potencial da sua solução. Ou seja, uma validação do escopo inicial é necessária.

Para isso, é importante investir em uma boa rede de contatos. Conheça pessoas diversas, principalmente empreendedores e investidores, e tente trocar ideias sem medo. Estar aberto a observar realidades diferentes e contar com as vivências de quem já faz parte do meio empresarial fará toda a diferença para você confirmar se a ideia tem futuro.

Busque também interagir com o possível público. Você pode fazer enquetes nas redes sociais, aplicar questionários físicos ou virtuais ou convidar pessoas para um grupo de discussão, por exemplo. O feedback de potenciais consumidores é mais um aliado para lapidar o projeto.  

 

  1. Elaborar um plano de negócios

Digamos que você já passou pelas etapas iniciais e que, sim, o mercado está do seu lado e a sua iniciativa está validada. Até aqui, tudo ok. Mas o que fazer depois?

Como já comentamos, uma boa ideia não se faz sozinha. Ela precisa ser transformada em algo concreto, que apresente os benefícios de um produto ou serviço. E as definições para que isso seja possível devem constar no plano de negócios.

Um dos principais erros do empreendedorismo é tocar um empreendimento sem esse guia em mãos. O plano de negócios é um material escrito que detalha a empresa. Missão, visão, valores, plano financeiro, ações de marketing, recursos humanos e cronograma operacional estão entre os principais aspectos que devem ser alinhados.

Trabalhando com essas informações, baseadas nas análises prévias, nos seus objetivos e no conhecimento de mercado, você terá mais chances de empreender com sucesso.

 

  1. Formalizar a empresa

Muitas pessoas tendem a esquecer desse ponto que é importantíssimo para que um negócio seja bem-sucedido. Também é muito comum que alguns empreendedores evitem a legalização, por a considerarem uma burocracia desnecessária.

Formalizar o negócio não deve ser visto como algo que apenas “tira dinheiro” do empreendimento. Ao legalizar a empresa, você integra oficialmente o mercado e, assim, conquista uma série de vantagens, como:

  • maior reconhecimento e credibilidade perante público e instituições financeiras;
  • facilidade para entrar em linhas de crédito;
  • possibilidade de receber subsídios governamentais;
  • oportunidade de interagir com diversos nichos de mercado;
  • acesso a licitações.

Além dos benefícios, é preciso também pensar nos ônus da não formalização. Quando a empresa não é registrada, está sujeita ao fechamento e à apreensão de bens caso suas operações sejam descobertas pelos órgãos de fiscalização. E sem o registro legal, o negócio não consegue solicitar empréstimos e financiamentos.

Para dar conta do processo, procure se informar sobre o que é necessário para abrir uma empresa e busque o suporte de contador e advogado.

Empreender com sucesso é o resultado de uma combinação de vários elementos que podem tornar uma boa ideia viável e atrativa para o mercado.

Esse tema é importante, e você certamente precisará de ainda mais informações para crescer. Então, assine a nossa newsletter e receba atualizações sobre empreendedorismo direto no seu e-mail!