Delivery online conheça essa tecnologia e suas vantagens

Números do delivery no Brasil durante a quarentena

O delivery cresceu 23% em 2019, com projeções de manter o número em 2020. Contudo, houve a pandemia que mudou o comportamento do consumidor.


Quando os primeiros casos de coronavírus começaram a aparecer na China no final do ano passado, ninguém poderia imaginar o cenário que estaríamos vivendo agora.

Uma realidade que parecia tão distante chegou ao Brasil com rapidez e dimensões assustadoras, e acabou mudando completamente o cenário previsto para o ano de 2020.

Como medida de prevenção para diminuir a velocidade do contágio, a quarentena acabou sendo implementada em grande parte das cidades brasileiras.

Isso não só mudou nossa rotina, mas também impactou diretamente todos os setores da economia, inclusive o delivery. O seu destaque, no entanto, foi pelo crescimento muito além do esperado para o período.

Entenda a seguir o crescimento do delivery no interior do Brasil no período pré e pós-pandemia, conheça o impacto do isolamento na forma como consumimos e saiba como tirar investir na solução no seu no seu negócio.


MENU DE NAVEGAÇÃO

1 → Números do delivery no interior do Brasil na pré-quarentena
2 → O impacto do isolamento nos hábitos de consumo
3 → O crescimento do delivery durante a quarentena
4 → Setores que se destacaram no delivery
5→ Como adaptar o seu negócio para o delivery


1 → Números do delivery no interior do Brasil na pré-quarentena

De acordo com o site Statista, para 2020, o delivery no Brasil devia crescer entre 11% e 13%. No interior, historicamente, esse crescimento é maior. Logo, esperava-se que o segmento dobra-se de tamanho em 2020.

Na análise dos primeiros meses (janeiro e fevereiro), assim como em outros anos, o período registra as menores taxas de crescimento, mas ainda dentro do estimado.

Entre fevereiro e a primeira quinzena de março/2020, o crescimento registrado foi de 1,15%, com um aumento de 1% em usuários.

O aumento de estabelecimentos que passaram a oferecer o serviço também teve um aumento dentro do esperado, atingindo a marca de 4%.

Neste período, os benefícios procurados pelos usuários das plataformas de delivery eram a praticidade e a conveniência. Do lado dos negócios a busca pela solução ia ao encontro do aumento de vendas e a conquista de novos clientes.


01/02 à 15/03*
pré-isolamento
16/03 à 30/04
Isolamento
Pedidos1,15%47%
Novos usuários1%155%
Lojas4%29%
Ticket Médio1%3,95%
GMV4%53%

*crescimento em % em relação ao período de 15/12/2019 a 31/01/2020

2 → O impacto do isolamento nos hábitos de consumo

Com o isolamento social e o medo de contaminação houve uma transformação rápida e drástica na forma como consumimos. O impacto desse novo comportamento atingiu todos os setores e criou desafios inesperados que os negócios precisam enfrentar para que consigam manter suas operações.

Segundo uma pesquisa realizada pela consultoria Galunion e pelo Instituto QualiBest, 78% dos consumidores consideram a pandemia como algo preocupante ou muito preocupante. 90% estão evitando comer fora como forma de prevenção. 

Isso, em parte, se deve às medidas preventivas de fechamento dos estabelecimentos para evitar aglomerações, mas o medo de contágio também gera preocupação em muitos consumidores.

Em decorrência disso, é importante reforçar a importância de informar os seus clientes sobre os cuidados que estão sendo tomados para garantir a segurança de todos.

Esse também se mostrou um momento em que as pessoas optam por permanecerem em sua “zona de conforto” na hora de escolher os alimentos.

Elas recorrem ao que já conhecem ao invés de se arriscarem em culinárias que ainda não conhecem. Com isso, negócios da confiança dos consumidores acabam tendo prioridade na hora do pedido feito por delivery.

Além disso, um ponto importante e comum a todos os setores é o reconhecimento da necessidade de se digitalizar. Nada voltará a ser como era antes, então precisamos estar preparados para uma nova realidade que, provavelmente, carregará muitos dos hábitos que estamos criando hoje.

3 → O crescimento do delivery durante a quarentena

A partir do momento em que a quarentena foi adotada em grande parte do país, os números do delivery no interior começaram a mudar.

Entre o início da quarentena, em 16 de março a abril, o número de usuários nas plataformas de delivery teve um crescimento de 155%. O estimado para o período era de 30%.

O número de pedidos também teve um salto considerável, chegando a 47%. Se comparado ao mesmo período de 2019, o número de usuários cresceu 975%.

Com o isolamento, a forma como os usuários passaram a enxergar o delivery também passou por mudanças. A conveniência ainda é um critério de escolha, mas a necessidade de comprar sem precisar sair de casa tornou-se um fator predominante.

Números do delivery no Brasil durante a quarentena - Delivery Much Blog

Movimento do delivery online em restaurantes

Embora o período de férias (dezembro e janeiro) mostre um crescimento abaixo do normal para pedidos (que foi de 16% ao mês em 2019), percebe-se que mesmo tendo um impacto negativo na primeira semana de isolamento, com queda de 4% no número de pedidos, houve recuperação mantendo as taxas bem acima do projetado para o período, antes da crise.


01/02 à 15/03*
pré-isolamento
16/03 à 30/04
Isolamento
Pedidos1,07%47%
Lojas3,87%29%
Ticket Médio-1%4%
GMV2%55%

*crescimento em % em relação ao período de 15/12/2019 a 31/01/2020

4 →  Setores que se destacaram no delivery

O setor de alimentação é um dos que mais se destaca quando o assunto é delivery. Desde o início da quarentena não tem sido diferente, porém outros segmentos, não ligados tradicionalmente à solução, têm mostrado números expressivos.

Supermercados: mesmo permanecendo abertos desde o início do isolamento, os supermercados do interior do Brasil deram um salto em número de pedidos realizados via delivery. Entre março e abril, foi registrado um aumento de 294%. 

Crescimento do delivery em supermercados no interior


01/02 à 15/03*
pré-isolamento
16/03 à 30/04
Isolamento
Pedidos19%396%
Lojas25%80%
Ticket Médio6%56%
GMV27%676%
Cidades12,5%77%

*crescimento em % em relação ao período de 15/12/2019 a 31/01/2020

Mudança no comportamento do consumidor

Acreditava-se o delivery em supermercados teria uma queda após as primeiras semanas de confinamento. Contudo, o que percebeu-se a partir dos dados foi a consolidação do segmento dentro do delivery online. 


Crescimento *
Pedidos77%
Lojas35%
Ticket Médio11%
GMV74%
Cidades41%

*comparativo entre 01/04 a 15/04 e 01/05 a 15/05

Farmácias: assim como os supermercados, as farmácias são serviços essenciais, e permanecem abertas e recebendo clientes em todo o período de isolamento. Ainda assim, o segmento apresentou um aumento considerável no número de pedidos feitos por delivery, chegando a 578% em um intervalo de pouco mais de um mês.


01/02 à 15/03*
pré-isolamento
16/03 à 30/04
Isolamento
Pedidos100%578%
Lojas100%200%
Ticket Médio100%-23%
GMV100%416%

*crescimento em % em relação ao período de 15/12/2019 a 31/01/2020

Pet: o Brasil possui um dos maiores mercados pet do mundo e, durante a quarentena, o interesse de donos de pet em garantir o bem-estar dos seus bichinhos não diminuiu. Pelo contrário: desde o início do isolamento, o aumento de vendas realizadas por delivery neste segmento aumentou 40%.


01/02 à 15/03*
pré-isolamento
16/03 à 30/04
Isolamento
Pedidos284%40%
Lojas200%
Ticket Médio-6%20%
GMV260%68%

*crescimento em % em relação ao período de 15/12/2019 a 31/01/2020

Além disso, outros setores, como lojas de conveniências e varejo tiveram números representativos, principalmente, no feriado do dia das mães.

5 → Como adaptar o seu negócio para o delivery

Para os negócios que não ofereciam o serviço de delivery ou sequer pensavam em investir na solução, o processo de adaptação pode ser mais difícil.

É preciso responder questões como:

  • Quais tipos de delivery existem?
  • Quais são os primeiros passos?
  • Como funciona a logística desse tipo de serviço?

Para ajudar você, abaixo trazemos artigos respondem às dúvidas de quem quer investir no delivery como solução de negócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *