Por onde começar para abrir uma franquia em 2020

Por onde começar e porque abrir uma franquia em 2020

O crescimento contínuo do modelo mesmo em tempos de crise atrai empreendedores que desejam investir em negócios com modelo validado.


Ano novo, negócio novo.

2020 é o ano das franquias, tanto para quem já é um empreendedor veterano quanto para quem está dando os primeiros passos para a concretização de um negócio próprio.

Reunimos neste conteúdo as principais informações para quem quer escolher a melhor franquia para a sua cidade, um passo a passo descomplicado referente à compra de uma franquia e dicas rápidas e essenciais para quem deseja investir no modelo. Confira:

MENU DE NAVEGAÇÃO
1 → 15 dicas para abrir uma franquia em 2020
2 → Por que abrir uma franquia em 2020?
3 → Como definir a franquia ideal para sua cidade
4 → Como comprar uma franquia
5 → Como abrir uma franquia em 2020


1 15 dicas para abrir uma franquia em 2020

1. Faça uma autoanálise criteriosa e tenha seus objetivos e metas de vida bem definidos. 

2. Entenda qual perfil de negócio mais se encaixa com você e com quais segmentos você mais se identifica.

3. Não se baseie em modismos para escolher uma franquia. 

4. Saiba quanto você pode investir e lembre-se de que, além dos valores de aquisição da unidade, você também precisará de uma reserva para os primeiros meses de operação.

5. Reúna todas as informações que puder sobre a franqueadora antes de fazer o primeiro contato. Essa análise prévia ajuda a afunilar as suas franquias de interesse.

6. Busque franquias confiáveis e que tenham um bom histórico no mercado.

7. Depois de definir as franquias que deseja entrar em contato, busque seus concorrentes e observe seus pontos fortes e fracos.

8. Converse com franqueados das suas empresas de interesse e busque informações sobre o suporte da franqueadora.

9. Vai abrir uma franquia física? Dê uma atenção especial à escolha do ponto comercial.

10. Conheça os concorrentes diretos e indiretos do entorno do seu negócio.

11. Não tome decisões por impulso. (Esta dica vale para qualquer negócio.)

12. Como franqueado, você deverá seguir as regras pré-estabelecidas pela franqueadora. Se você não se vê empreendendo dessa forma, talvez seja bom repensar se esse é o modelo certo para você.

13. Se você quer apostar em uma franquia para não ter chefe, para trabalhar menos ou para ter garantia de sucesso, pare e pesquise mais sobre o modelo. Fuja dos mitos que envolvem o universo das franquias para não investir em um negócio pelos motivos errados.

14. Dê a devida importância à análise da Circular de Oferta de Franquia (COF) e diminua os riscos de desentendimentos e dores de cabeça no futuro.

15. Uma das principais vantagens de abrir uma franquia é contar com o suporte e o know-how da franqueadora, então faça bom uso desse benefício.

2 → Por que abrir uma franquia em 2020? 

Não é novidade que a economia brasileira não está no seu melhor momento, mas o mercado de franquias permanece na contramão desse panorama.

Este crescimento vem se mantendo pelos últimos 20 anos, desde o primeiro censo do setor realizado pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) em conjunto com o Sebrae.

E no segundo trimestre de 2019, a Pesquisa Trimestral de Desempenho do Setor, desenvolvida pela ABF, apontou um crescimento nominal de 5,9% em relação ao mesmo período de 2018: a receita passou de 40,734 bilhões de reais para 43,122 bilhões.

Na análise semestral, o aumento foi de 6,4% (79,496 bilhões de reais para 84,586 bilhões), já a receita anual teve uma expansão de 6,9%, passando de 168,360 bilhões de reais para 179,933 bilhões.

O modelo de franquias tem características que podem explicar o seu destaque positivo em relação a outros negócios: o trabalho em rede, a transferência de know-how da franqueadora para o franqueado e a força da marca são algumas delas.

Contudo, é importante entender que investir em uma franquia não é garantia de sucesso, mas sem dúvida ajuda o empreendedor a sair na frente e assegura o suporte para a tomada de decisões – vantagens que fazem toda a diferença em um cenário de crise econômica.

3 → Como definir a franquia ideal para sua cidade

A escolha de uma franquia não pode se limitar ao sucesso que ela apresenta nas unidades que já estão em operação.

Ainda que esse seja um fator importante a ser considerado, dificilmente uma franquia terá o mesmo desempenho em cidades de perfis diferentes. Para entender o contexto da praça onde você quer investir, comece analisando questões como estas:

  • Qual é o tamanho da cidade?
  • Quais são as principais atividades econômicas da cidade e do entorno?
  • Quais são os hábitos de consumo da população?
  • Como é a relação da população com a tecnologia?
  • Quais carências locais podem ser supridas com a chegada de uma franquia?
  • Existem outras franquias do mesmo segmento que você pretende investir?

Além de conhecer as características da cidade, invista no seu networking e, se possível, converse com empreendedores que implantaram franquias na região para ter um panorama geral do modelo.

Confira também:
4 erros que você não deve cometer ao abrir uma franquia de delivery
Franquia ou licenciamento: qual a melhor opção para abrir seu negócio em pequenas cidades

4 → Como comprar uma franquia

Cadastro: este vai ser o seu primeiro contato com a sua franquia de interesse. Normalmente, você encontra um formulário de cadastro no site da franquia.

Seleção de perfil: a franqueadora analisará o seu cadastro e, caso seu perfil seja aprovado, você será convidado para uma reunião. Se o acordo apresentado for positivo para ambas as partes, o empreendedor recebe a COF (Circular de Oferta de Franquias).

Importante: neste documento devem constar o histórico da empresa, dados do setor jurídico financeiro, uma descrição detalhada da franquia, o valor estimado do investimento inicial, da taxa de franquia e taxas periódicas.

Conversa com franqueados: essa é uma oportunidade de entender mais sobre a franquia através dos olhos de outro franqueado. Esses contatos devem ser fornecidos pela franqueadora.

Seja cliente da franquia: além de entender sobre a dinâmica interna da franquia, você também precisa entender a experiência que os clientes têm com a marca. Visite a loja física, acesse a loja online, faça um pedido, acesse as avaliações dos clientes. Conhecer a franquia através desse ângulo pode ser decisivo antes da assinatura do contrato.

Contrato: essa etapa deve ser feita com calma e sem pressão. A validação de um advogado é importante para que não haja dúvidas em relação às cláusulas, vigência de contrato, direitos e deveres de ambos os lados.

Treinamento: em seguida tem início as etapas de ação e pré-abertura da unidade, onde o franqueado tem contato direto com a franqueadora e recebe treinamento e orientações para iniciar as atividades.

Início das atividades: cumpridas todas as etapas anteriores, o empreendedor está apto para iniciar* as atividades.

*Em caso de franquias online, o empreendedor pode iniciar as atividades imediatamente; quando for uma franquia física, é preciso cumprir etapas como regularização de imóvel e contratação de equipe, por exemplo.

5 → Como abrir uma franquia em 2020

Depois de concluída a etapa de aquisição da franquia, chega a fase da abertura e ativação da unidade. Este processo vai variar de acordo com o modelo de negócio escolhido (se é uma franquia tradicional ou digital), mas algumas etapas são comuns a ambos.

a. Registro legal da franquia.

Este é o primeiro passo da formalização. O requerimento deve ser feito na Junta Comercial do estado ou no Cartório de Registro de Pessoa Física. O NIRE (Número de Identificação de Registro de Empresas) do seu negócio será gerado a fim de comprovar a existência oficial do negócio. 

b. CNPJ

Concluída a emissão do NIRE, já é possível obter o seu Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). O registro do CNPJ é feito exclusivamente pela internet, no site da Receita Federal. 

c. Alvarás

Para as franquias tradicionais, a emissão dos alvarás deve ser regularizada antes da inauguração. Geralmente são necessários dois tipos: o de prevenção e proteção contra incêndio e o de funcionamento. Para as franquias digitais o processo é mais rápido: é emitido um alvará provisório que permite o início imediato das atividades para quem possui alvará porta a porta (onde não há um espaço físico para receber clientes). Ele tem duração de 6 meses e deve ser regularizado junto à prefeitura da sua cidade durante este período.

d. Escolha do ponto físico

Antes de dar entrada nos alvarás para uma franquia tradicional, o empreendedor também precisa fazer a seleção do ponto comercial. Sua escolha deve ir além do custo e da localização do ponto e precisa levar em conta fatores como os hábitos de consumo do seu público alvo.

e. Estruturação de equipe, fornecedores e parceiros

Invista no treinamento da equipe e escolha fornecedores e parceiros alinhados com o seu propósito e com os valores da franquia são pontos-chave para começar a operar com confiança.

f. Publicidade e mídia de lançamento

Depois de resolvidas todas as questões referentes à liberação de funcionamento do negócio, é hora de investir no lançamento. As franquias contam com um modelo específico de mídia de lançamento, o que representa uma grande ajuda para o empreendedor executar estratégias já validadas e contar com a experiência de outros franqueados. Se a primeira impressão é a que fica, este é o momento certo para reter usuários e transformá-los em clientes fiéis.

Gostou do conteúdo? Você pode se interessar por:
Calendário de feiras de franquias 2020
Quais são os requisitos para comprar uma franquia Delivery Much
Franquias online: o que são, melhores franquias, investimentos para 2020 e mercado
O que montar em uma cidade pequena para ganhar dinheiro