Franquias online: o que são, melhores franquias, investimentos para 2019 e mercado

franquias-online

Franquias online ou franquias digitais são modelos de negócio, dentro do sistema de franchising, que funcionam a partir da internet. Isto é, qualquer pessoa que atenda aos requisitos da franqueadora pode ser dono de uma franquia online. A grande vantagem do modelo se comparado a franquias ou mesmo negócios tradicionais é a não necessidade de um endereço ou estrutura física para gerenciar o empreendimento.


Prefere ouvir? basta clicar no player abaixo para acessar o podcast do conteúdo:

O que é uma franquia online?

Franquia online, franquia virtual ou franquia digital são também conhecidas por e-franchising, ou seja, modelos de negócio que podem ser administrados de forma remota, sem a necessidade de um endereço ou estrutura física.

As franquias digitais, assim como as franquias tradicionais (quiosques de shopping, lojas de alimentação, roupa, agências de turismo, etc) estão dentro do sistema de franchising, regidas pela Lei 8.998 de 15/12/1994.

No texto, a Lei define uma franquia como:

sistema pelo qual um franqueador cede ao franqueado o direito de uso de marca ou patente, associado ao direito de distribuição exclusiva ou semi exclusiva de produtos ou serviços e, eventualmente, também ao direito de uso de tecnologia de implantação e administração de negócio ou sistema operacional desenvolvidos ou detidos pelo franqueador, mediante remuneração direta ou indireta, sem que, no entanto, fique caracterizado vínculo empregatício.

Isto é, uma franquia online segue as mesmas regras de uma franquia tradicional, porém dispõe de vantagens que vão desde um investimento baixo até a possibilidade de trabalho home based.

Continue neste conteúdo para entender:

1 – Como funciona uma franquia online
2 – Vantagens de empreender com uma franquia digital
3 – Por que ser um franqueado online
4 – Franquias online 2018
5 – Franquias online 2019: investimento com segurança e pouco dinheiro
6 – Como escolher uma franquia digital


Franquias Online: o que são, melhores franquias, investimentos para 2019 e mercado

Tenha acesso à cópia em PDF do material, preenchendo o formulário abaixo.

1 – Como funciona uma franquia online

Assim como uma franquia tradicional, uma franquia online é uma empresa independente, que possui autonomia administrativa e financeira.

Como característica básica, o modelo prevê a cobrança da taxa inicial da franquia, royalties e taxas de marketing – valores utilizados, para a divulgação local da marca. Todos estes investimentos são variáveis. Cada empresa possui autonomia para exercer o valor que acredita mais adequado pelo uso da sua marca.

Por exemplo, uma franquia de baixo custo, ou microfranquia, tem valor variável entre R$ 5 mil e R$ 90 mil. Investimento que se repete para franquias online.

Por definição, o franchising dá ao empreendedor não apenas o direito do uso da marca, mas também o uso do know-how da franqueadora para replicar na sua operação. Segundo Gianne Rosa, Assistente Jurídica da Delivery Much, é desta definição e do que está disposto em contrato que são extraídos direitos e deveres do franqueado.

Uso da marca

Antes de adquirir uma franquia, o empreendedor interessado precisa estar atento às obrigações próprias do franchising e às características da franquia, que podem variar para cada empresa.

Em relação ao uso da marca, o empreendedor tem o direito de utilizá-la para potencializar e dar credibilidade ao negócio, porém, há limitações postas em contrato. Por exemplo, a maioria das franqueadoras proíbe a alteração do logo, outras determinam um padrão de qualidade, estética e até mesmo de arquitetura.

Para as franquias digitais, as restrições são menores, mas existem e o empreendedor deve estar atento a elas para evitar penalidades previstas em contrato.

Transferência de Know-how

Uma das principais vantagens e também direito do franqueado é ter acesso a metodologia já testada e validada pela franqueadora.

No processo é previsto treinamento do empreendedor, informações de mercado e principalmente a disposição de suporte especializado para destravar o potencial do novo negócio.

Evidente que a transferência de know-how e suporte da franqueadora também pressupõe ao franqueado seguir a metodologia e padrões estabelecidos.

COF – Circular de Oferta de Franquias

Ainda na fase de prospecção, o empreendedor recebe da franqueadora a COF (Circular de Oferta de Franquias).

A COF é um documento que fornece todas as informações comerciais, jurídicas e financeiras para o interessado na franquia. Além disso, o contrato de franquia e, em alguns casos, o pré-contrato devem estar anexos.

É importante, atentar que a COF é um documento formal, regido pela Lei de Franquias e deve ser entregue a parte interessada com pelo menos 10 dias de antecedência à assinatura de qualquer instrumento ou pagamento de qualquer valor.

É vital ao empreendedor, ainda na condição de candidato, ler com atenção a circular e em caso de dúvidas ou duplas interpretações esclarecê-las antes da assinatura do contrato. De acordo com especialistas, assinar o contrato com a intenção de resolver possíveis pendências futuramente pode ser um mau negócio e dar margem para conflitos. Para ambas as partes, o disposto na COF tem força de lei e deve ser cumprido.

Em caso de quebra, independente do lado, a Lei de Franquias e também a Código Civil Brasileiro são base para ações jurídicas de distrato.

O que cabe ao franqueado avaliar na COF

De acordo com o artigo 3º da Lei de franquias, a COF deve trazer em seu texto:

1 – Histórico da empresa → histórico resumido, forma societária e nome completo ou razão social do franqueador e de empresas a que esteja diretamente ligado.

2 – Jurídico Financeiro → balanços e demonstrativos financeiros relativos aos últimos dois exercícios e indicação precisa de pendências jurídicas envolvendo o franqueador e empresas por ele controladas.

3 – Descrição detalhada da franquia → descrição geral do negócio e das atividades propostas para o franqueado; perfil do “franqueado ideal” e requisitos quanto ao envolvimento direto do franqueado na operação e na administração da franquia. Relação de todos os franqueados ativos e desligados da rede nos últimos 12 meses. Informações relacionadas a garantia de exclusividade territorial, regras de renovação após o fim do contrato e quais serviços serão prestados pela franqueadora.

4 – Investimentos → valor estimado do investimento inicial ( este valor deve somar: aquisição, implantação e entrada da franquia em operação); valor da taxa de franquia; para o caso de franquias físicas: valor estimado das instalações, equipamentos, estoque e condições de pagamento. Informações referentes a taxas periódicas (royalties, seguro, suporte, fundo de marketing, etc).

O que são Royalties e como funciona o pagamento

Royalties são valores periódicos pagos pelo franqueado à franqueadora. São estes pagamentos que dão ao empreendedor o direito de utilizar a marca e suas facilidades durante o período de vigência do contrato.

Na prática, além da licença para o uso da marca, os royalties servem para a manutenção de:

  • transferência contínua do know how;
  • expansão das operações da franqueadora;
  • investimentos em pesquisa;
  • melhoria de produtos e serviços;
  • remuneração dos franqueadores

A exemplo da taxa de franquia, cada empresa tem autonomia para definir a porcentagem e a cadência de pagamento dos royalties – definidos no plano orçamentário da franqueadora. Comumente, esse valor varia entre 4% e 30% da arrecadação bruta e é pago mensalmente.

E assim como os demais valores cobrados dos franqueados (como as taxas de franquia e de marketing), o percentual, a periodicidade de cobrança e a forma de arrecadação devem ser informados com clareza na COF e no contrato.

Qual é o tempo de duração de contrato de uma franquia

Regido pela Lei 8.998, o contrato de franquia é um documento que regulamenta a relação entre franqueado e franqueadora.

“A regra é clara”, já diria o Arnaldo, todas as informações precisam estar descritas na COF, incluindo o tempo de vigência do contrato de franquia, que deve ser maior ao prazo estimado de ROI e deve levar em conta o DRE (Demonstrativo de Resultado), documento desenvolvido a partir das informações de receitas, impostos, despesas fixas e variáveis da operação.

De acordo com Lyana Bittencourt, sócia e diretora de marketing e desenvolvimento do Grupo Bittencourt, antes de emitir o DRE é preciso levar em conta o plano de negócios (Business Plan) que analisa pontos como: “o modelo de negócio que será franqueado, suas características, tamanho, equipe, investimento inicial, localização ideal, público alvo, atuação da concorrência, entre outros. Tal estudo é que vai embasar tecnicamente a viabilidade da aplicação do sistema de franquia no negócio analisado”, escreve Lyana à Exame.

São estes dados que vão dar base à construção de um período mínimo que leve em consideração o tempo de retorno sobre investimento e um prazo suficiente para o empreendedor ganhar dinheiro com o negócio.

Por exemplo, se o ROI é construído em 12 meses, estima-se que o contrato mínimo deve ser de 5 anos.

Outra informação indispensável, disposta em contrato são as regras para renovação. Em geral, elas estão relacionadas a fatores como capacidade de gestão do negócio, cumprimento do estabelecido na COF e manutenção da marca.

Em resumo, para se definir um prazo de contrato e renovação é preciso observar o histórico da empresa e as peculiaridades de cada unidade franqueada.

tire-suas-duvidas-sobre-franquias

Voltar ao menu


2 – Vantagens de empreender com uma franquia digital

Custos mais baixos. Flexibilidade de trabalho. Possibilidade de escalar o negócio. Estas são algumas das características encontradas ao empreender em uma franquia digital.

Vantagens alinhadas aos valores idealizados por 50 milhões de brasileiros – 24% da população – que veem no empreendedorismo uma saída para ter melhores e mais oportunidades de trabalho, construir algo próprio e causar impacto positivo na sociedade.

Fator motivador, dentro do universo do franchising, para mais de 200 mil empreendedores que apostam no setor de franquias em todo o Brasil.

De acordo com a ABF (Associação Brasileira de Franchising), o setor de alimentação é um dos mais atraentes, seguido pelo de educação, saúde e bem estar, e moda. Contudo, devido a franquias digitais serem recentes ainda não há dados segmentados para o setor.

Em relação aos mercados tradicionais, o franchising tem inúmeros atrativos além de estar em expansão no país. Dados da ABF mostram que o setor cresceu, em faturamento, 7% em um ano, movimentando R$ 174 bilhões. Sendo o ramo de alimentação responsável por 27% do total, ou seja, R$ 52,2 bilhões.

Para 2019, estima-se que o faturamento do franchising cresça 10% em relação ao ano anterior. Um setor seguro e com garantias de vida longa, segundo Elaine Bernardino, diretora-presidente da ABF-RJ.

Em entrevista para o Jornal do Brasil, a diretora, destaca que nos últimos 5 anos, entre 70% e 75% dos negócios tradicionais fecham em até 5 anos. Número minimizado no franchise, que registra, neste mesmo período, o encerramento de apenas 10% de suas unidades.

Voltar ao menu


3 – Por que ser um franqueado online

Dentro do segmento de franquias online, o de alimentação também se destaca pelos números. Dados da Delivery Much, única do setor associada à ABF, apresentam um crescimento de 79% em número de franquias em 2018 e de 132% em GMV.

Outros segmentos como marketing digital, TI e educação mostram-se promissores e ajudam a alavancar os números, chamando a atenção de empreendedores em todo o país pela facilidade e possibilidade oferecidas.

Dentre estes tópicos estão:

1 – Apoio da rede franqueadora → abrir um negócio requer não apenas vontade, mas principalmente conhecimentos burocráticos e de empreendedorismo, estudo de viabilidade de mercado e habilidades comunicacionais e de venda. Fatores que não são dispensados por uma franquia, mas minimizados, pois o empreendedor conta com apoio e assessoria da franqueadora para mitigar dúvidas e dificuldades e poder dar performance à franquia. Além disso, o empreendedor pode contar com apoio jurídico, em regime consultivo, assessoria de marketing, vendas e de sucesso do cliente.

2 – Trabalho home office (home based) → de acordo com estudo da CDL (Câmara de Dirigentes Logísticos) o brasileiro perde em média 40 dias por ano no trânsito. Tempo que pode ser economizado ao empreender em uma franquia online, pois é possível trabalhar de casa ou de qualquer outro lugar. Basta dispor de um computador e acesso à rede para executar o trabalho. Além disso, há ao empreendedor a economia de mobiliário, custos recorrentes como água, luz, telefone, internet etc.

3 – Contar com uma marca de sucesso → o fato de trabalhar com uma marca já estabelecida no mercado está entre os aspectos mais vantajosos de investir em uma franquia. O processo de conquista e fidelização de clientes ficará mais fácil e o franqueado terá seu poder de negociação com fornecedores ampliado. É um contexto totalmente diferente daquele enfrentado por empresas novas e desconhecidas.

4 – Ter o apoio de especialistas na gestão do negócio → o empreendedor iniciante também recebe auxílio de profissionais mais experientes na gestão de negócios. Embora a autonomia para promover mudanças não seja a mesma de uma empresa independente, o risco de falhas no planejamento e execução do projeto será reduzido. O esforço para a melhoria dos processos é compartilhado com os demais membros da rede.

5 – Basear-se em um plano de eficácia comprovada → contar com um plano de negócios já testado é outro diferencial importante das franquias em comparação com empreendimentos comuns. O retorno financeiro tende a ser bem mais rápido, portanto, as franquias são bons investimentos em épocas de crise.

6 – Baixo investimento → franquias online são também conhecidas como microfranquias ou franquias baratas, em geral, as empresas alocadas neste segmento possuem taxas de franquia mais atrativas, com teto de até R$ 90 mil – e menores custos recorrentes, além da não necessidade de um ponto comercial físico. Atrelado a isso está a agilidade de negociação e consolidação de contrato. Em geral, no modelo, os negócios são finalizados em até 60 dias.

7 – Garantia de ROI → todo empreendedor tem como meta a lucratividade e expansão do seu negócio. Pontos que tem, segundo a ABF 90% de viabilidade no sistema de franchising. Evidente que para cada modelo de negócio há um período diferenciado de retorno, cabe ao interessado validar com a franquia este período antes de assinar contrato.

8 – Inovação → franquias digitais surgiram como saída inovadora para driblar a crise econômica e atualmente são responsáveis pela expansão do franchising no país. Além disso, com o foco de alguns destes negócios voltados ao interior, a chegada das franquias digitais leva inovação tecnológica, empregos e mudanças culturais a todas as regiões do país.

9 – Exclusividade → assegurada por lei, o franqueado adquire o uso exclusivo da marca no local estabelecido durante toda a vigência do contrato.

Voltar ao menu


4 – Franquias online 2018

Com a retomada da expansão, inovação e investimentos, o setor de franchising cresceu 7,1% em 2018, faturando R$ 174,843 bilhões, o que representa 2,4% do PIB (Produto Interno Bruto).

De acordo com a ABF, a retomada elevou para 153.704 o número de unidades franqueadas no país. Aumento absoluto de 5,2% em relação 2017 e o dobro se considerado o crescimento registrado entre 2016 e 2017.

desempenho-do-franching-em-2018
franchising-faturamento-por-segmento

Microfranquias

Em rápida expansão, o segmento de microfranquias cresceu 8% em 2018, com 589 redes apostando no modelo. As projeções para os próximos anos são otimistas, segundo a ABF, 36% das redes que não operam no modelo irão aderir a ele.

Entre 2014 e 2016, 91,8% das franqueadoras aplicaram algum novo produto ou serviço. Deste total, 45% delas dizem ter implantado novas técnicas, softwares ou equipamentos para otimizar operações.

Microfranquias em dados

  • 79,8% operam apenas neste formato
  • 20,2% também operam em outros formatos
  • 33% das microfranquias têm prazo de retorno do investimento estimado em até 12 meses

Microfranquias por segmento de atuação

O modelo não apenas se provou com a entrada de novas marcas como abriu outras possibilidades a empresas tradicionais. Em 2018, por exemplo, empresas jovens com menos de 1 ano e franqueadoras com mais de 10 anos de existências dominaram o cenário.

microfranquias-por-segmento-de-atuacao

Microfranquias por segmento de atuação

Em número de microfranquias, Saúde e bem-estar dominam o cenário são 96 marcas em todo o Brasil. No comparativo direto entre 2017 e 2018 o crescimento no segmento é de 6,6%.

Já o ramo de alimentação, 5º no ranking teve uma queda de 3 marcas no comparativo anual, mas é o setor, como apresentado no gráfico acima, com maior faturamento, R$ 45.827 bilhões, ou 26% do total em 2018.

microfranquias-por-segmento-de-atuacao-02

Franquias online que se destacaram em 2018

Internet? Gostamos!

O Brasil é o 4º país em número de usuários de internet no mundo.
Cerca de 59% da população fica online pelo menos uma vez ao dia

Embora na maioria das vezes entenda-se que o brasileiro fica online para ver gatinhos fofos no Facebook ou curtir fotos no Instagram, a internet também é muito utilizada para consumo. Segundo a PwC, 65% dos brasileiros dizem comprar pela internet ao menos uma vez por mês.

Números que validam o crescimento de franquias online no país e colocam o setor como preferido para empreendedores de primeira viagem ou para quem quer diversificar, inovar seu negócio e ganhar dinheiro.

Para a ABF, em 2018, os segmentos que mais se destacaram foram:

1 – Alimentação

Dentre vários setores que crescem com a tecnologia, o mercado de alimentação desponta. Dados do Ibope destacam, 56% dos brasileiros: 117,208 milhões fazem pedidos por delivery online e, por outro lado, 54,4% dos serviços de alimentação trabalham com ao menos um tipo de delivery online.

No interior do Brasil, para se ter ideia, em 2018 foram entregues pela Delivery Much – única franquia no segmento de delivery de comida online focada em atender o interior do país – 2.606.688, uma média de 14.481.600 pedidos por unidade franqueada.

2 – Comunicação, informática e eletrônicos

Pagar contas, comprar produtos e enviar mensagens são ações cotidianas que estão cada vez mais permeadas pela inovação tecnológica.

Fator que potencializou nos últimos 3 anos o mercado de comunicação, informática e eletrônicos via web. Segundo a ABF, para quem se interessa no setor há pelo menos duas boas oportunidades de negócio

  • Guie-se negócios pela internet → a empresa distribui suas atividades desde a consultoria de marketing digital até e-mails e hotsites.
  • Portal da cidade → veículo de comunicação focado na produção de informação local.

3 – Hotelaria e Turismo

De acordo com o Ministério do Turismo, o brasileiro está viajando mais, um estudo aponta um crescimento de 15% entre idas e vindas pelo país. Isso, evidente, demanda uma nova forma de oferecer estes serviços.

Microfranquias como a Flyworld entram nesse ramo com o intuito de facilitar e acelerar a vida de quem busca viajar ou empreender.

4 – Consultorias

Em crescimento no país, o mercado de consultores se distribui dentre as várias áreas do mercado digital. Empresas buscam desenvolver soluções para as mais diversas áreas, desde a jurídica até a de proteção contra fraudes online e presencial, como a Procob.

Voltar ao menu


5 – Franquias online 2019: investimento seguro e com pouco dinheiro

2019 se mostra propício para investimentos, o índice Ibovespa, principal indicador de desempenho de ações negociadas, bateu seguidos recordes no início do ano, chegando a 98 mil pontos, demonstrando o otimismo do mercado para o ano.

No franchising, como mencionado acima, espera-se um crescimento de 10% em relação a 2018. Contudo, independente se o investimento é de R$ 10 ou R$ 90 mil, 98% do empreendedores defendem esperar retorno sobre o investimento (ROI) no menor tempo possível.

Fator com 90% de viabilidade no sistema de franchising (capítulo 1), pelo baixo custo de investimento, segurança de manutenção do negócio em funcionamento e retorno rápido. Além dos fatores descritos no capítulo 3, um ponto positivo destacado às microfranquias pela ABF é um ROI mais rápido.

Segundo a entidade, este retorno inicial costuma acontecer entre 12 e 18 meses, metade do tempo previsto para franquias tradicionais.

previsao-de-retorno-de-investimento-franquias

Tendências para 2019

Segundo dados do Fundação Getúlio Vargas (FGV), na comparação entre 2017 e 2018 o índice de confiança do consumidor subiu 5,7 pontos, de 88,1 em dezembro de 2017 para 93,8 em dezembro de 2018.

O otimismo foi puxado pela criação de mais de 858 mil novos empregos, sendo o setor de franchising responsável por 8% deste total.

crescimento-franquias

Dentro dos segmentos, a tendência de investimentos em franquias online para 2019 é:

1 – Alimentação → o setor se destaca pela capacidade de inovação, que durante a crise a aumentaram a eficiência do modelo e elevaram as margens de lucratividade.

Além disso, o número de pessoas que buscam se alimentar fora de casa cresce ano a ano. Segundo estudo conduzido pela Geofusion, em parceria com a Mastercard, o potencial de despesa do brasileiro com alimentação fora do lar – aqui encaixa-se o delivery – cresceu 4,72% em 2017.

Já o delivery alcançou 25% de penetração no mercado, chegando aos 400 mil pedidos por dia, tendo como única franquia entre os líderes de mercado a Delivery Much, que em 2018 registrou uma média de 7.141 pedidos por dia.

No comparativo direto com 2017, há um crescimento de 233% no número de pedidos, reforçando os dados de aumento de despesas com alimentação fora de casa. Além disso, segundo dados da Delivery Much, o mercado do interior tem um potencial ainda inexplorado de 93,1%.

Guilherme Kruel, co-fundador e CFO da empresa, destaca que no interior apenas 6,9% dos pedidos são feitos via app de delivery.

2 – Serviços educacionais → assim como acontece com a alimentação, a praticidade também é regra na hora de estudar. Fator que alavanca a procura por soluções online de educação.

Para se ter ideia, nos últimos dois anos, após a publicação do Decreto nº 9.057, o EAD (Ensino a Distância) cresceu 133%. Saltando, segundo o MEC, de 6.583 polos para 15.394. atendendo a 18,6% do total de matrículas do ensino superior no país.

Evidente que o número de cursos EAD e alunos matriculados fora do universo superior potencializa esse número. Segundo a ABMES (Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior), 44% das pessoas dizem preferir o EAD.

O setor, de acordo com a expert em franchising e sócia-diretora da consultoria ba|STOCKLER, Angelina Stockler, a educação por meio da tecnologia é uma tendência bastante significativa. “É um mercado que tem demanda e conta com grandes estruturas por trás. Grupos internacionais estiveram presentes no Brasil recentemente observando esse segmento, a qual consideram como ‘bola da vez’.”, completa.

Dentro do franchising, o setor se mantém no terceiro lugar no ranking da ABF.

3 – Comunicação, Informática e Eletrônicos → em ascensão e por se tratar de um serviço básico para empresas e pessoas, as franquias do setor focam seus esforços na praticidade, e em encurtar caminhos entre empresas e clientes ou pessoas e soluções.

Segundo especialistas, o grande atrativo do setor é a mudança cultural provocada nas pessoas por este tipo de serviço.

pontos-de-atencao-franquia

Voltar ao menu


6 – Como escolher uma franquia digital para investir?

No Brasil existem 2.877 franqueadoras, ou seja, ao decidir empreender é possível escolher não apenas uma marca, como um segmento e mesmo um estilo de negócio.

São inúmeras variáveis e cada empresa terá suas peculiaridades de gestão, formato, taxa de investimento, de marketing, previsão de retorno, etc.

Apenas no ramo de alimentação são 72 opções. Dentre elas, por exemplo, é possível optar por uma loja física, um quiosque ou um delivery.

Em outras palavras, é preciso escolher. Por outro lado, para fazer esta escolha não existe uma fórmula, que irá definir a franquia ideal para você, porém é possível mitigar erros e apostar em um modelo que se adeque ao seu perfil.

Para começar é preciso responder:

1 – Quanto dinheiro está disponível para investimento?
2 – Onde a franquia será aberta?
3 – Há alguma marca específica que atrai o investimento?
4 – Que segmento mais se enquadra ao seu perfil empreendedor?
5 – Quanto tempo será dedicado ao empreendimento, você tem este tempo?
6 – Qual é a expectativa de ganhos?
7 – Em quanto tempo se espera o retorno?

Dado o primeiro passo, é preciso traçar seu perfil empreendedor, pensando em quais responsabilidades dentro do universo de uma franquia se pretende assumir.
Por exemplo, existem pontos comuns a todas as franquias (tomar decisões estratégicas; participar da operação no dia a dia, manter contabilidade em dia, etc), porém algumas podem ou não fazer parte da rotina de uma franquia online, como gerir pessoas.

Além disso, de acordo com o Sebrae, é preciso avaliar suas competências. Entender quais são pontos fortes, os que precisam de melhoria e se haverá ajuda da franqueadora em relação a isso.

Outro ponto importante é se identificar com o modelo de negócio. Isto é, o empreendedor será o responsável direto pela operação da franquia e precisa sentir-se confortável para executar as tarefas e cumprir as exigências e padrões impostos pela franqueadora.

É essencial não aceitar pressão, destacam especialistas do Sebrae, “franquia é projeto de vida. Se você pode escolher a qualidade de vida que quer como empresário, por que então delegar isso a outros? A decisão deve ser de quem compra, e não de quem vende”.

Por fim, escolhida a marca, segmento, franquia tradicional ou franquia digital, é importante conhecer todos os passos, já apresentados acima:

  • Tempo de contrato
  • Know-how
  • Treinamentos
  • Pagamentos de Taxas
  • Padrões
franquias online - dicas para escolher uma franquia
Voltar ao menu 

Ainda tem dúvidas sobre Franquia online, temos conteúdos aprofundados sobre cada tópico que você pode acessar aqui:

1. O que é franquia online

2. Como funciona uma franquia virtual

3. Por que investir em franquias virtuais de baixo custo em 2019

4. Franquias online 2018: as marcas que se destacaram e como elas driblaram a crise

5. Franquias 2019: seja dono do seu próprio negócio digital

6. Como escolher uma franquia online para empreender