Mercado de franquias

Mercado de franquias: franchising fatura R$ 43,122 bilhões no 2º trimestre de 2019

Com a abertura de novas unidades e busca por inovação o mercado de franquias cresce 5,9% no 2º trimestre de 2019 e se consolida como opção segura para empreendedorismo e investimentos.  

Empreender com uma franquia atrai tanto quem sonha em ter o seu primeiro negócio quanto empresários veteranos. E não é para menos: segundo a ABF (Associação Brasileira de Franchising), investir em uma franquia é até 7 vezes mais seguro que um negócio tradicional.

Os dados da entidade mostram que nos últimos 5 anos 70% dos novos empreendimentos tradicionais encerraram suas atividades, enquanto apenas 10% das unidades franqueadas tiveram o mesmo destino. 

E os números comprovam que o mercado de franquias segue aquecido: o balanço trimestral da ABF para o setor apresenta um crescimento de 5,9%, apenas no 2º trimestre de 2019, gerando uma receita de R$ 43,122 bilhões e um aumento de 10% no número de empregos diretos

Em relação a 2018, o aumento no semestre foi de 6,4% (R$ 79,496 bilhões para R$ 84,586 bilhões). Para o ano, a Associação projeta um crescimento de 7% do setor em faturamento.

Conheça mais sobre o mercado de franquias no Brasil em 2019 e descubra uma oportunidade para empreender:

MENU DE NAVEGAÇÃO

1 → Setores que mais cresceram no primeiro semestre de 2019

2 → Mercado de franquias em expansão: a guinada para o interior

3 → Tecnologia e alimentação: como as franquias de tecnologia estão inovando o mercado

4 → Crescimento: números e crescimento do delivery no interior em 2019

1 → Setores que mais cresceram no primeiro semestre de 2019

Segundo André Friedheim, presidente da ABF, o desempenho positivo do setor de franquias se deve aos “seus fundamentos básicos, como trabalho em rede, ganhos em escala, marcas consolidadas e treinamento contínuo.”.

De acordo com o estudo da ABF, 11 segmentos se destacaram no setor de franchising no segundo semestre de 2019. Alimentação, Casa e Construção, Comunicação, Entretenimento, Hotelaria e Turismo, Limpeza e conservação, Moda, Saúde e Bem-estar, Serviços automotivos, Serviços e outros negócios e Educação.

Confira os 6 mais bem colocados:

1º – Serviços e Outros Negócios: alta de 8,9%

Este segmento também lidera o ranking do primeiro semestre de 2019, com um crescimento de 9,3%. Segundo a ABF, o aumento da demanda por serviços administrativos e de automação, bem como a atuação de fintechs, contribuíram para a alta do segmento. 

2º Serviços Educacionais: alta de 8,7%

Seguindo de perto o líder do ranking, os serviços educacionais tiveram o segundo melhor desempenho do período. Os motivos da alta estão vinculados às mudanças como a sociedade consome conteúdos educativos, o aumento da procura por estes serviços e o investimento em novos modelos de franquias de educação. Fatores que demonstram que o segmento não deve parar de crescer tão cedo. 

3º Comunicação, Informática e Eletrônicos: alta de 8,5%

O setor de comunicação, informática e eletrônicos também apresentou um crescimento expressivo entre abril e junho/19, alavancado especialmente pelos reparos de aparelhos eletrônicos e venda de acessórios. 

4º Saúde, Beleza e Bem-Estar: alta de 6,6%

Este tipo de franquia costuma ter destaque, e no segundo trimestre de 2019 não foi diferente. A ABF aponta o bom desempenho nas redes de odontologia, saúde e farmácias como combustível de crescimento do setor no período pesquisado.

5º Casa e Construção: alta de 6,0%

Em 5º lugar temos o segmento de casa e construção. O alta do setor se dá principalmente pelo crescimento do número de unidades puxado pela necessidade de reformas.

6º Alimentação: alta de 5,4%

Embora tenha perdido um pouco do protagonismo, o setor acumula alta acima dos 10% no acumulado do ano e tem projeções de retomar as primeiras posições, puxado principalmente pelas franquias de delivery. 

2 → Mercado de franquias em expansão: a guinada para o interior

O movimento de franquias para o interior já é uma realidade. Muitos empreendedores já optam por buscar novas oportunidades fora do saturado eixo Rio – São Paulo e de grandes centros metropolitanos.

A pesquisa da ABF nos traz dados interessantes sobre este movimento, tanto em termos de unidades quanto de faturamento:

Região20182019
Região Sul9,7%10,3%
Nordeste13,6%13,9%
Centro-Oeste8,4%8,6%

Além da busca por mais qualidade de vida, a expansão de franquias para cidades do interior ajuda a aumentar a capilaridade do negócio e a conquistar um público diferenciado, que carece deste tipo de serviço. 

Este é um objetivo comum entre os franqueados da Delivery Much, por exemplo, que, atualmente, se encontram em mais de 200 cidades do interior em todas as regiões do país. Leia mais aqui: 4 histórias de sucesso de empreendedores Delivery Much.

Leituras importantes

O que é a COF (Circular de Oferta de Franquias)

Conheça e entenda a Lei de Franquias (Lei 8.955)

3 → Tecnologia e alimentação: como as franquias de tecnologia estão inovando o mercado

Chegar em casa no fim do dia e pedir comida pelo app de delivery já é um ritual de muitos brasileiros. Além de um hábito e facilitar a rotina, pedir online é uma forma de garantir experiências culinárias diferenciadas a cada dia.

Uma facilidade que mudou nosso relacionamento com empresas do setor de alimentação. Segundo pesquisas, comer fora de casa não é mais uma prioridade. 

Hoje, receber a comida em casa com apenas alguns cliques além de comida é uma forma irreversível na relação empresas consumidores. 

E essa nova relação se dá pela inovação e conceito como a democratização da escolha. Isto é, além de ter controle total do processo e poder fazer seu pedido sem depender de ninguém, o cliente tem uma variedade de restaurantes em um só lugar. Algo conveniente ao consumidor e simples para o restaurante.

Além disso, há também a exposição nos apps, que funcionam como vitrines, ou uma praça de alimentação virtual. Como posto acima, o usuário tem nas mãos todos – ou a grande parte – dos restaurantes da cidade. Possibilitando não apenas a comodidade de receber em casa, mas a experiência de poder escolher e experimentar coisas novas. 

Escolhas que culminam nas métricas de satisfação, onde os clientes podem dar sua avaliação sobre o restaurante e sobre a experiência que tiveram. Este é o tipo de referência que, como clientes, buscamos quando estamos decidindo onde e o que comer. Já para o restaurante esta é uma métrica valiosa e que pode ser usada em processos internos e de melhorias na experiência oferecida.

4 → Crescimento: números e crescimento do delivery no interior em 2019

A Delivery Much coleciona cases de sucesso de empreendedores que apostam na franquia de delivery no interior. A receita dá tão certo, que segundo a Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), para as lojas, até 95% da renda é proveniente do delivery. 

Dados comprovados por nossos franqueados, segundo Gustavo Moraes, franqueado Delivery Much em São Roque (SP), há estabelecimentos na cidade com aumento de 500% no número de pedidos após a entrada do delivery na cidade.

Como já pontuado neste artigo, o público do interior é ávido por soluções que facilitem a rotina, porém nem sempre essas novidades estão disponíveis fora dos grandes centros. Estes fatores criam um cenário próspero para quem quer empreender com a segurança e o suporte de uma franquia.

E esse é um dos fatores que leva a Delivery Much a projetar um crescimento de 150% em 2019. Para o CEO Pedro Judacheski, o ano será para superar desafios e consolidar a atuação da Delivery para 120 novas cidades. Segundo dados da empresa, até agosto foram comercializadas 70 novas unidades. 

Quer saber mais sobre o sistema de franquias da Delivery Much? Acesse  http://franquias.deliverymuch.com.br e conheça o modelo de negócio apontado pela Exame, ABF e Abrasel como investimento lucrativo e seguro para 2019.