como-funcionam-apps-de-delivery

Como funcionam os apps de delivery

Os apps de delivery fazem parte do nosso dia a dia. Mas você sabe como funciona a tecnologia por trás destes aplicativos?


Já falamos neste post sobre o que é um serviço de delivery e como contratá-lo. Mas e o aplicativo em si, você sabe como funciona?

Se alguém desconhecia o serviço até o ano passado, a pandemia fez com que ele passasse a integrar o vocabulário dos brasileiros. Segundo um levantamento do site Statista, só no dia 6 de março de 2020 (quando as medidas de isolamento passaram a ser adotadas em grande parte do país), o download de apps de delivery cresceu mais de 120% se comparado à mesma data em 2019 no país. De lá para cá, o número de usuários ativos dos apps de delivery também não para de crescer.

Mas, na prática, muitas pessoas não fazem ideia de como funciona um app de delivery. Para esclarecer essa questão, preparamos um artigo com tudo o que você precisa saber para aplicar no seu negócio. Confira:


MENU DE NAVEGAÇÃO

1 → O que é um app de delivery?

2 → Como funcionam os apps de delivery

   Para Lojistas

   Para pessoas entregadoras

   Para pessoas usuárias

3 → Quanto custa fazer um aplicativo de delivery?

4 → Qual o melhor aplicativo para vender comida e produtos


1 →  O que é um app de delivery?

Pense em como você pediria uma pizza em casa há uns 10 anos. As listas telefônicas já tinham caído em desuso, então o jeito era colecionar imãs de geladeira e panfletos de todas as pizzarias que trabalhavam com o serviço de tele-entrega ou torcer para encontrar os números de todas elas na internet. Feita essa primeira triagem, era só ligar para cada uma para conferir os valores, taxa e tempo estimado para entrega. 

Um processo assim é quase impensável em 2021. E é aí que entram os apps de delivery: em um único aplicativo, é possível ter acesso a todos os estabelecimentos que realizam entregas de acordo com a região onde você está, permitindo que você faça o pedido e receba na sua casa com apenas alguns cliques.

Com a popularização dos dispositivos digitais, eles foram ganhando cada vez mais espaço. O processo de pedir comida e outros produtos em casa é muito mais ágil, prático e intuitivo, o que faz com que o número de pessoas usuárias aumente e mais empreendedores se interessem pela digitalização do seu negócio.

2 → Como funcionam os apps de delivery

Para Lojistas

Negócios dos mais diversos segmentos podem utilizar os apps de delivery como mais um canal de vendas. Assim que um cliente realiza um pedido pelo app, o estabelecimento é notificado para que comece a produção.

Quando um estabelecimento faz uma parceria com um app de delivery, ele pode optar pelo marketplace (no qual é feita apenas a captação do pedido) e pelo full service (captação + serviço de entrega). Quando o app é próprio, todo os processo é de responsabilidade do negócio.

Para pessoas entregadoras

Os apps de delivery também são uma oportunidade de trabalho para pessoas entregadoras. Eles se cadastram nos apps para disponibilizarem os seus serviços. Assim que um negócio que trabalha com full service aceita o pedido feito por um cliente, os entregadores parceiros que estão disponíveis na região recebem uma notificação do próprio app, e podem aceitar ou recusar o serviço (a mesma lógica de apps como o Uber).

Para pessoas usuárias

Para quem quer fazer um pedido, o funcionamento dos apps é o mais conhecido: basta acessar o app, filtrar de acordo com as suas preferências (tipo de lojas, categorias, promoções, forma de pagamento, avaliação, entre vários outros critérios). Escolhido o estabelecimento, é só definir o pedido, preencher os dados solicitados no carrinho, concluir o pedido e aguardar a entrega.

O usuário tem acesso a todos os negócios cadastrados em um mesmo app, o que deixa o que possibilita com que ele aproveite promoções e conheça negócios aos quais, normalmente, não teria acesso.

3 → Quanto custa fazer um aplicativo de delivery?

Fazer uma parceria com um app de marketplace não é a única alternativa para quem quer vender através do delivery. Mesmo que seja menos comum, os negócios também contam com a possibilidade de criar um aplicativo próprio.

Os custos de desenvolver um app do zero podem variar bastante, já que existem vários fatores que precisam ser considerados. Um software com recursos mais sofisticados requer mais tempo e investimento, por exemplo, enquanto os mais simples podem não suprir plenamente as necessidades do negócio. Antes de mais nada, é preciso definir quais são as suas prioridades para definir um escopo para o desenvolvedor que irá programar o app a fim de evitar retrabalho e gastos desnecessários.

Também é preciso pensar nos custos de manutenção do app, que deve ser constantemente aprimorado e atualizado para implantar melhorias e evitar falhas que podem custar a sua credibilidade. Os custos referentes ao servidor de hospedagem também precisam entrar na conta.

O marketing também é um ponto importante e frequentemente negligenciado. É preciso convencer os seus usuários a baixarem, se cadastrarem e utilizarem o seu app, o que não é uma tarefa fácil. Coloque-se no lugar do cliente: você gostaria de ter apps de todas as lojas das quais consome instalados no seu celular ou preferiria ter tudo no mesmo lugar? Segundo uma pesquisa da Delivery Much, essa é uma das razões que leva os apps próprios a serem pouco utilizados. Nesse ponto, os marketplaces saem na frente, então dedique-se a convencer os seus clientes sobre o diferencial do seu aplicativo e dos benefícios que ele terá ao mantê-lo ativo no celular.

4 → Qual o melhor aplicativo para vender comida e produtos

Nos últimos anos, tivemos um boom de novos apps de delivery, tanto no Brasil quanto no exterior. Portanto, opções não faltam para quem quer fechar uma parceria. E é justamente aí que surge a dúvida: qual é o melhor aplicativo para vender comida e outros tipos de produtos?

Essa é uma pergunta que precisa de outras perguntas para ser respondida:

  • Qual é o tamanho da sua cidade? Enquanto os grandes centros têm o predomínio de um app, as cidades pequenas foram conquistadas por outros. Portanto pesquise e descubra qual é a melhor opção na sua região.
  • Qual é o seu objetivo? Talvez você esteja interessado em um novo canal de venda, talvez queira atingir pessoas diferentes. Cada objetivo pode guiar até um app diferente, então saiba definir o porquê de fazer parte de um app.
  • Quanto você está disposto a investir? Geralmente os apps cobram uma comissão sobre cada venda e, em troca, oferecem todo o suporte relacionado ao aplicativo (como manutenção e o marketing que comentamos anteriormente). Pesquise cada taxa e entenda qual cabe no seu bolso.
  • Qual app tem a melhor avaliação? Quando fazemos uma compra, é comum procurarmos as avaliações de outros consumidores para ajudar na decisão. Com os apps de delivery funcionam da mesma forma: as pessoas usuárias, antes de baixarem um app e utilizarem o serviço, querem ter certeza de que ele é confiável e trará boas opções. Considere isso na hora de fazer a sua escolha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *