analise-de-mercado-para-franquias

Como analisar o mercado antes de investir em uma franquia?

Comprar uma franquia e administrá-la localmente com o apoio de uma rede que já tem presença no mercado é um modelo testado e que garante retorno seguro.

Mesmo assim, não se pode excluir a realização de uma pesquisa de negócios. Fazer análise de mercado para franquias é uma etapa básica de quem deseja ser franqueado. A iniciativa terá maior potencial de viabilidade a partir desse conhecimento, que evidencia gargalos do setor, oportunidades de negócios e demandas operacionais.

Esse estudo considera dois grupos de fatores, os internos e os externos. Aqui, você conhecerá alguns dos principais pontos que devem ser considerados nessas categorias.

Vamos lá?

 

Fatores externos

Esses são os elementos que a franquia não pode controlar, mas que a impactam diretamente. Logo, devem ser observados com cautela, para que o empreendedor consiga sanar problemas e criar valor para o negócio. A seguir, vamos entender dois desses aspectos.

 

Ambiente

Questão importantíssima para gerir uma unidade recém-aberta, o ambiente considera o espaço e as oportunidades para que um empreendimento se desenvolva.

Um dos primeiros pontos a observar, nesse sentido, é o público em potencial da região do investimento. A idade, o gênero, a renda, o estado civil, a conformação familiar, as necessidades e os desejos das pessoas que passam pelo estabelecimento são informações determinantes para prever a movimentação no ponto comercial.

Para isso, além de fazer contatos, conversando com investidores e empreendedores atuantes no mercado, é importante realizar pesquisas de comportamento qualitativas e quantitativas. A ajuda de uma equipe especializada nesse serviço pode ser bastante útil.

O local é outro quesito que também deve ser estudado. O espaço onde a unidade será aberta é de alta ou baixa circulação? As pessoas costumam passar pela loja a pé ou em veículos? O ponto fica na rua ou dentro de um shopping? A área que será ocupada é apta a receber até quantos clientes por vez?

Todas essas questões devem ser bem pensadas, pois, a partir delas, você poderá planejar estratégias eficazes para ações de marketing, gestão e investimentos financeiros.

 

Setor

Ter conhecimento do ramo de negócios da franquia é indispensável. Não há como empreender em uma área sem ter noção de que demandas ela traz, quais obstáculos precisam ser vencidos, que vazios sociais e comerciais podem ser oportunos para o crescimento.

Nesse sentido, é vital trocar experiências com outros empresários e também conversar com consultores. Ler materiais sobre o nicho escolhido, acompanhar websites e publicações de referência e estudar cases de franquias bem-sucedidas é outra atitude que faz diferença.

As ações voltadas à compreensão do setor integram o empreendedor em seu ramo de atuação de modo global. Logo, torna-se mais fácil acompanhar e antecipar tendências, oferecer atendimento especializado e consolidar-se como referência.

E para que a escolha do setor seja acertada, é preciso estabelecer critérios de avaliação, como, por exemplo, afinidade do empresário com a área, capital inicial e natureza do produto ou serviço que se deseja oferecer.

 

Fatores internos

Agora que já indicamos alguns dos elementos externos que mais impactam uma franquia, devemos entender como a cultura intrínseca também influencia no andamento dos negócios. Para isso, veremos dois pontos: a saúde da franqueadora e a margem de lucro da franquia.

 

Saúde da franqueadora

Você já encontrou o setor em que deseja investir. Porém, existem diversas franquias que parecem boas alternativas na área. Para escolher uma delas, então, estudar a trajetória da franqueadora é fundamental.

Procure sanar dúvidas sobre questões como: há quanto tempo a marca está no mercado? Os registros contábeis da franqueadora estão adequados? Como é a participação da franquia no setor? As operações são estáveis e rentáveis?

Assim, você entenderá se vale a pena empreender na franquia ou não. Tão importante quanto esses pontos é também ter ciência sobre dívidas da marca, tanto tributárias quanto com fornecedores e franqueados. Isso pode ser averiguado através da leitura de pesquisas de mercado e também de networking.

 

Margem de lucro da franquia

Você está entusiasmado com a unidade que vai abrir, afinal, seu negócio vai realmente começar. Mas já parou para pensar no retorno? Será possível conquistar estabilidade e rentabilidade em pouco tempo? Para não ficar sonhando acordado, você precisa estar com os pés na realidade.

Pense bem no dinheiro disponível para investir e conheça a taxa mínima de aquisição, o lucro estimado e o tempo de retorno previsto. Com base nisso, você pode estabelecer cronogramas e metas de faturamento e reduzir os riscos. É comum que as franqueadoras forneçam informações desse tipo para os franqueados.

Depois, estando a par da margem de lucro e dos fatores que a envolvem, considere o capital de giro que você tem à disposição para manter as atividades, principalmente até a franquia comece a render.

A análise de mercado para franquias é uma tarefa um pouco complexa, mas necessária para que novos negócios comecem sólidos e com perspectiva. Aqui, mostramos a você alguns dos pontos principais sobre isso, mas, certamente, podem aparecer dúvidas. Então, fique à vontade para deixar suas perguntas nos comentários deste post!