plant-based

Plant Based: entenda as mudanças da mesa aos negócios

Muito além de uma dieta à base de vegetais: a plant based diet é vista por seus adeptos como uma filosofia de vida e pode trazer mudanças significativas para o mercado de alimentos.

Já falamos sobre o conceito de saudabilidade. O uso de ingredientes saudáveis e benéficos para a saúde já é, para muitos brasileiros, um dos critérios decisivos no momento da compra.

Dentro dessa tendência, o mercado voltado para as dietas plant based vem ganhando cada vez mais força. Segundo especialistas, esse nicho irá mudar não apenas a mesa dos consumidores, mas, principalmente, os negócios. 

Mas o que são alimentos plant based  e o que o seu negócio tem a ver com isso?

Confira:


MENU DE NAVEGAÇÃO

1 → O que é e quais os benefícios de alimentos

2 → Como as mudanças comportamentais irão refletir na mesa do consumidor

3 → Plant based diet: o que seu negócio tem a ver com isso?

4 → A mudança comportamental deve acontecer também no seu negócio


1 → O que é e quais os benefícios de alimentos plant based

Como o nome já diz a dieta plant based é feita “à base de plantas”. Ela lembra a dieta vegana, já que também exclui qualquer tipo de alimento de origem animal, mas não deve confundido com ele. Enquanto o foco do plant based é exclusivo na saúde do indivíduo, o veganismo é um estilo de vida completamente voltado para a ética e o bem-estar animal.

A dieta plant based também prioriza os alimentos em uma forma mais natural, com o mínimo de refinamento e processamento industrial. Os principais benefícios são a diminuição de doenças crônicas causadas pelo excesso de consumo de proteína, como o diabetes tipo 2, o desenvolvimento do Alzheimer, câncer e doenças cardíacas. Além disso, a preferência pelo consumo de grãos e vegetais também melhora a digestão e fortalece o sistema imunológico, bem como fornece diferentes vitaminas, nutrientes e compostos funcionais que nosso corpo precisa.

Outro benefício destacado por quem defende a dieta está relacionado aos impactos positivos gerados para o meio ambiente. Priorizar a produção de grãos e vegetais ajuda a diminuir as emissões de carbono e gases de efeito estufa, além de demandar uma área e um consumo de água muito menores.

2 → Como as mudanças comportamentais irão refletir na mesa do consumidor

Se você acompanhou os posts anteriores do nosso blog,  já compreende os reflexos que novas tendências de consumo têm nos hábitos de compra dos consumidores. Eles estão cada vez mais exigentes e não se baseiam apenas em preços para definir os alimentos que vão parar na sua mesa.

Segundo o relatório Brasil Food Trends 2020, 21% dos entrevistados apontam saudabilidade, bem-estar, sustentabilidade e ética como fatores importantes na decisão de compra.  A conveniência e praticidade (34%), a confiabilidade e qualidade (23%) e a sensorialidade e prazer (22%) também são tendências que vêm influenciando o consumo dos brasileiros nas últimas décadas e prometem se fortalecer ainda mais nas próximas. Além disso, a epidemia do coronavírus incentiva nas pessoas a busca por marcas conscientes socialmente e o reforço para comprar do pequeno negócio.

Leitura complementar:

3 → Plant based diet: o que seu negócio tem a ver com isso?

“Tá, mas o meu negócio não se baseia em alimentação plant based. O que eu tenho a ver com isso?”

Acredite, essa é uma tendência que pode impactar qualquer negócio do setor de alimentação. Segundo uma pesquisa realizada pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, 80% das pessoas se esforçam para ter uma alimentação equilibrada e 71% preferem produtos mais saudáveis. Isso fez com que o segmento de alimentos e bebidas saudáveis tenha crescido, em média, 12% ao ano nos últimos anos.

Em outras palavras: negócios que reconhecem tendências e buscam formas de se adaptarem a elas saem na frente. Isso não significa que você deve parar de atender as demandas dos seus clientes atuais. Quanto mais você conhece o seu próprio negócio, melhor vai saber tirar proveito de tendências como essa.

4 → A mudança comportamental deve acontecer também no seu negócio

O aumento do investimento em um estilo de vida mais saudável tende a ser cada vez maior, impulsionando ainda mais os negócios que investirem nesse nicho dentro de seus próprios segmentos. Fechar os olhos para as demandas dos consumidores significa perder oportunidades de expandir os seus negócios e alcançar novos clientes.

A dieta plant based não é radical, e permite a flexibilização com outras dietas (como a low carb, por exemplo). O ponto principal aqui é a preferência desses consumidores por empresas e marcas que assumam um posicionamento responsável, com matéria-prima certificada e de qualidade, e que passe por uma cadeia de produção responsável.

Se investir em um negócio totalmente voltado para essa tendência não condiz com os seus objetivos, busque ao menos oferecer algumas opções no seu estabelecimento ou restaurante para os seus clientes. 

Leve em conta também as outras tendências para elaborar a sua estratégia (ou seja, elabore alimentos saudáveis mas lembre-se de que os consumidores também prezam por praticidade, por exemplo.

Quer conhecer mais tendências para agregar ao seu negócio? Confira no blog da DM:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *