Alimentação pré-pronta crescimento e tendência

Alimentação pré-pronta: crescimento e tendência

Como os alimentos pré-prontos (congelados) podem ser uma estratégia certeira para o seu restaurante aumentar as vendas e conquistar clientes.


O nosso comportamento de consumo mudou durante a quarentena e o setor de alimentação sentiu isso. Dentre as mudanças observadas, o aumento do consumo de comidas congeladas e pré-prontas chamou a atenção dos restaurantes, que viram aí uma alternativa para se reinventarem durante a pandemia.

Também novos hábitos, como cozinhar em casa, se tornaram uma alternativa para os restaurantes dispostos a investir em experiências gastronômicas.

E é destas mudanças que vamos falar neste artigo. Como os alimentos congelados e pré-prontos passaram a representar uma alternativa de renda durante a quarentena e como oferecer uma experiência diferenciada para os seus clientes.


MENU DE NAVEGAÇÃO
1 → Alimentos congelados: uma alternativa de renda durante a quarentena
2 → Faça você mesmo: a experiência proporcionada pelos alimentos pré-prontos
3 → Dicas para o seu negócio


1 → Alimentos congelados: uma alternativa de renda durante a quarentena

Os alimentos congelados não são novidade. As sessões de congelados nos supermercados estão repletas deles. Essa passou a ser uma alternativa adotada em muitos lares brasileiros devido a rotina corrida do dia a dia. 

De olho na praticidade, os restaurantes passaram a investir no modelo. Antes da quarentena, segundo pesquisa da Delivery Much, 35% dos restaurantes já vendiam produtos congelados.


Representatividade dos alimentos congelados no faturamento

até 10%de 11 a 20%de 31% a 40%acima de 50%não sabenão vende
9%6,4%1,3%6,4%6,4%70,5%
período pré-quarentena

E desde o início da pandemia, a venda destes alimentos se tornou um saída para quem precisou fechar. O que ocasionou um crescimento natural do modal, mesmo após a reabertura gradual.

Dentre os respondentes do estudo, 14,1%, que não apostavam na estratégia, passaram a vender alimentos congelados pré-prontos durante a quarentena, enquanto 6,4% pretendem testar o modelo.

Representatividade dos alimentos congelados no faturamento


até 10%de 11 a 20%de 21% a 30%de 31% a 50%acima de 50%não sabenão vende
6,4%7,7%6,4%3,8%5,2%6,4%64,1%
período quarentena e reabertura

2 → Faça você mesmo: a experiência proporcionada pelos alimentos pré-prontos

Mesmo com todos os cuidados tomados pelos restaurantes, o receio de contaminação ainda é grande entre muitos consumidores. Somado a isso, está a crescente busca pela experiência de preparo dos alimentos, o que dá origem à um nicho interessante de ser explorado.

Ao invés de simplesmente enviar o prato pronto para ser consumido, que tal investir em combos que podem ser finalizados em casa? É uma experiência diferente do delivery tradicional mas com a mesma praticidade. Além disso, ela também dá a liberdade de o cliente finalizar o prato do jeito que quiser e ainda dar o seu toque pessoal. 

17,9% dos restaurantes entrevistados pela Delivery Much passaram a vender combos com 2 ou mais peças via delivery durante a pandemia e 89,7% acreditam que os combos podem ajudar a aumentar as vendas.

3 → Dicas para o seu negócio

  1. Comece aos poucos: se você nunca trabalhou com pratos congelados ou pré-prontos, nada melhor do que testar e coletar os feedbacks dos seus clientes. 
  1. Invista nos pratos mais pedidos do seu cardápio: ao invés de oferecer essas opções para todos os pratos do seu cardápio, foque naqueles que naturalmente têm mais procura.
  1. Analise quais pratos se adaptam melhor a novos formatos: aqui o seu conhecimento sobre os seus produtos é o que fará a diferença para uma experiência bem sucedida. Seu produto pode ser congelado sem prejudicar o sabor ou a textura? Ele viaja bem ser enviado pré-pronto para o cliente?
  1. Atenção às embalagens: analise e teste se as embalagens que você utiliza para o delivery convencional também são adequadas para esse novo formato.
  1. Comunique aos seus clientes: nunca é demais lembrar sobre a importância de comunicar novidades aos seus clientes. O seu objetivo é oferecer mais praticidade? É propor uma experiência diferenciada? É oferecer uma alternativa para os seus clientes fiéis em meio à pandemia? Seja qual for, não deixe de comunicá-los.
  1. Use as redes sociais a seu favor: através de seus canais nas redes sociais, incentive a interação dos seus clientes que aprovaram a solução. Além de aproximar, essa também é uma forma de valorizar quem segue apoiando o seu negócio.

Leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *