5 dicas para investir em um novo negócio

5 dicas para investir em um novo negócio

Você quer começar um negócio próprio mas não sabe identificar o momento certo? Confira aqui quais pontos você precisa levar em conta na sua análise.


Esse é, possivelmente, um dos principais questionamentos de empreendedores que querem iniciar um novo negócio: “qual é o momento certo para investir?”.

A dúvida influencia as escolhas não só de iniciantes, mas também de empreendedores que já tem um negócio e desejam expandi-lo, ou mesmo daqueles que querem investir em um segundo negócio. 

Mas será que é preciso esperar por um momento certo para dar o próximo passo? É melhor começarmos este artigo esclarecendo isso: ninguém nunca vai estar 100% pronto para começar algo novo. O que é possível (e necessário) fazer é buscar se preparar o máximo para enfrentar os desafios que o negócio lhe reserva.

Para isso, separamos abaixo alguns pontos a que você precisa estar atento quando decidir que é hora de investir em um novo negócio. Confira:

1 – Conheça o mercado

Este é um ponto do qual não dá pra fugir. Quem tem um bom conhecimento de mercado consegue tomar decisões mais acertadas referentes ao negócio, inclusive sobre o melhor momento para investir.

E antes de se arriscar, é preciso estudar tanto sobre o nicho no qual você deseja investir quanto sobre aspectos referentes à economia local. Se você quer empreender no interior, por exemplo, faz mais sentido pesquisar que negócio abrir em uma cidade pequena do que se basear apenas no que está sendo feito nos grandes centros.

Sempre que possível, analise concorrentes que trabalhem com produtos e serviços semelhantes aos que deseja. Assim você ter uma base para entender sobre a demanda do público-alvo e para fazer um cálculo aproximado dos custos e do retorno do negócio.

Confira no blog da DM:

2 – Saiba quanto você pode investir

O erro de muitos empreendedores é o de se preocuparem com quando devem investir e ignorarem o quanto podem investir. Quem investe em um negócio do próprio bolso deve estar ciente de não ultrapassar a metade do capital total que possui. Imprevistos acontecem, e é preciso ter certeza de que haverá caixa suficiente para enfrentar o período inicial ou mesmo para atravessar momentos de crise.

Já se o objetivo do empreendedor for buscar um investimento externo, o ideal é buscar investidores o quanto antes para não ameaçar a saúde financeira do negócio.

Por fim, recorra a empréstimos somente em último caso, e apenas se você tem certeza sobre sua disciplina para garantir que as coisas não vão fugir do controle.

3 – Planeje-se

Quem planeja sabe onde está, onde quer chegar, e quais ações precisa tomar ao longo do caminho para que tenha sucesso em sua jornada.

Ainda que ajustes precisem ser feitos pelo caminho, ter um planejamento e um plano de negócios em mãos é fundamental para que o empreendedor consiga definir qual é o seu melhor momento para começar.

Quando temos nossos objetivos e metas internalizados, fica muito mais fácil de evitar desvios e de tomar decisões em momentos de crise. 

4 – Tenha/Conheça o perfil empreendedor

Aqui não estamos falando de experiência, mas sim de ter características necessárias a quem se lança a esse tipo de negócio.

Empreendedores precisam ter foco e maturidade para assumir esse tipo de compromisso, além de dispensar visões romantizadas sobre a gestão de um empreendimento.

Gerir um negócio não é tarefa fácil e não dá para se agarrar a ideia de ter retorno da noite para o dia.

Quando você conhece o seu perfil empreendedor, também sabe em quais tipos de empreendimento pode investir e quais não conversam com a sua personalidade.

Se você busca um negócio com pouco investimento e retorno rápido – não imediato -, provavelmente uma franquia será a melhor escolha.

Já se você não abre mão de investir em uma ideia própria, faz mais sentido correr o risco e começar do zero.


Leia agora:


5 – Esteja preparado para lidar com os sacrifícios iniciais

Este item conversa diretamente com o anterior. Quem empreende deve investir em autoconhecimento e estar preparado para trabalhar duro e abrir mão de muitas coisas, especialmente no começo.

Um negócio em fase inicial normalmente exige muito tempo e esforço. É preciso estar preparado para abrir mão de finais de semana, férias, 13º salário e tantos outros benefícios que o trabalho tradicional geralmente concede.

Só invista em um novo negócio se ele estiver alinhado com os seus propósitos e objetivos pessoais. Do contrário, as chances de você abandonar o empreendimento nos momentos de sacrifício são grandes.

E se você quer conhecer mais sobre o mercado de empreendedorismo e descobrir o momento certo de investir em um negócio, continue no blog que temos muitos conteúdos para você.

Leia também:

7 tendências de empreendedorismo para 2020

Cases de sucesso : 4 histórias inspiradoras de empreendedorismo no interior do Brasil

Coach de empreendedorismo: o que é e quais são os benefícios para empreendedores iniciantes

Como funciona o empreendedorismo digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *