7 estratégias para aumentar a lucratividade de um restaurante

7 estratégias para aumentar a lucratividade de um restaurante

Como aumentar a lucratividade de um restaurante? Confira 7 estratégias que você deve colocar em prática o quanto antes para aumentar sua renda.

6 min de leitura

Mesmo em época de crise, o setor de alimentação fora de casa cresce em torno de 10% ao ano segundo a Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes).

De acordo com a instituição, no entanto, o índice de mortalidade dos empreendimentos também é muito elevado: em torno de 35% fecham as portas nos primeiros 2 anos de vida.

A forma mais lógica de evitar isso é atrair os consumidores. Mas há algumas estratégias que podem ser utilizadas para aumentar a lucratividade de um restaurante?

Abaixo, reunimos 7 itens que não podem faltar no seu planejamento. Confira:

MENU DE NAVEGAÇÃO
1 → Delivery Online
2 → Cartão fidelidade
3 → Engenharia de cardápio
4 → Customer Success
5 → Canais sociais
6 → Treine seus funcionários
7 → Invista no ambiente


1 → Delivery Online

O Delivery Online é uma estratégia essencial para quem quer impulsionar o seu negócio físico.

O modelo de negócio, além de uma tendência mundial, que cresce ano a ano segundo o site Statista, está relacionado a busca das pessoas por mais praticidade e agilidade.

Além disso, os consumidores estão mais abertos a novas experiências – e o leque de opções é cada vez maior. Por isso, estar disponível para levar o seu restaurante até o seu cliente faz toda a diferença.

Mas como eu faço para oferecer a opção de delivery? Preciso criar um aplicativo?

Essa é uma opção, mas pode não ser tão lucrativa se, além dos custos para a construção da plataforma, você precisar investir em marketing para promovê-la.

Já um app pronto, é uma solução mais acessível. De um lado o restaurante não tem gastos com o desenvolvimento e marketing da solução e ao mesmo tempo o estabelecimento é inserido no catálogo do app, o que ajuda a aumentar a visibilidade e consideravelmente o volume de vendas.

Confira aqui tudo o que você precisa saber sobre apps de delivery: Delivery Much para restaurantes: taxas, cadastro e boas práticas. 

2 → Cartão fidelidade

O cartão fidelidade é uma estratégia simples e muito eficaz para prestigiar os seus clientes mais assíduos.

Ofereça recompensas para quem frequentar seu restaurante um determinado número de vezes e estimule a participação com prêmios cada vez mais atraentes.

Esta pode ser uma ótima alternativa para movimentar sua loja em meses de menor movimento.

Além disso, a estratégia pode ser levada para o ambiente digital com a utilização de cupons online e programas de pontos.

Confira mais sobre fidelização de clientes aqui: Restaurantes: como conquistar, fidelizar e manter clientes 

3 → Engenharia de cardápio

Você sabe quais são os pratos mais vendidos do seu cardápio?

Quais têm uma margem de lucro maior?

A Engenharia de Cardápio é a ferramenta utilizada para realizar a análise da popularidade e da rentabilidade dos produtos disponíveis no menu do seu restaurante.

O recurso foi criado em 1982 pelos professores Donald Smith e Michel Kasavanas, da School of Hospitality Business da Universidade de Michigan (EUA).

Seu objetivo era reunir informações para analisar estrategicamente antes de realizar uma atualização de cardápio. O uso da ferramenta pode contribuir para um aumento de 15% a 30% das vendas em um restaurante.

Confira abaixo um resumo da ferramenta:

Ficha técnica

Documento* que enumera todas as informações pertinentes a cada produto do cardápio.

Seu objetivo é facilitar o acesso a todos os detalhes sobre os pratos, padronizar a qualidade de preparação e gerir melhor os custos. As informações básicas que uma ficha técnica deve conter são:

  • Imagem do prato
  • Receita, tempo de preparo e rendimento
  • Informações sobre armazenamento
  • Custos

Para calcular o preço de venda de um produto do cardápio, considere a seguinte proporção:

25% = custos de ingredientes

50% = despesas fixas e variáveis.

25% = lucro

——

100% = preço de venda

* Pode ser dividido em Ficha Técnica de Operacional (com as informações para o preparo dos pratos) e Ficha Técnica de Custo (com todas as informações financeiras sobre os produtos).

Matriz da Engenharia do Cardápio

Os pratos são divididos em 4 categorias, de acordo com a popularidade e a rentabilidade:

a) Estrela (Star): são os que trazem os melhores resultados, com alta popularidade e alta rentabilidade. Merecem destaque no seu cardápio.

b) Burro de carga (Plow-horse): são as opções do cardápio que tem alta popularidade e baixa rentabilidade.

É importante analisar detalhes do processo de produção, como o custo da matéria-prima utilizada, para determinar o que pode ser reajustado.

Quebra-cabeça (Puzzle): produtos com baixa popularidade, mas com alta rentabilidade. Analise se o prato está sendo promovido adequadamente e converse com seus clientes para entender seus pontos fracos e fortes.

Cachorro (Dog): são os pratos com os piores resultados, tendo baixa popularidade e baixa rentabilidade.

Confira se eles estão bem descritos e bem posicionados no cardápio. Dependendo do caso, o mais indicado é remover essas opções.

Com as informações obtidas, você poderá trabalhar de forma mais estratégica na hora de atualizar o cardápio.

4 → Customer Success

Customer Success é o conjunto de estratégias de uma organização para garantir a satisfação de seus clientes.

Nesta linha, o atendimento ao cliente não acaba após a venda. O pós-venda ainda faz parte da experiência do cliente – fato que muitos estabelecimentos ignoram.

E para garantir o “sucesso dos clientes”, nada melhor do que ouvir o que eles têm a dizer.

Logo, faça pesquisas de satisfação e busque entender se está entregando uma experiência boa ou ruim na visão deles.

Quanto mais você conhecer o seu público e entender como pode melhorar, mais fácil será de conquistar novos clientes e de reter os que você já tem.

Lembre-se que o cliente encara todo o processo como uma experiência. Com isso em mente, crie uma jornada que passe por todas as etapas, desde o momento que ele entra no seu estabelecimento até o pós-venda.

Saiba mais sobre Costumer Success aqui: Ideias inovadoras para restaurantes 

5 → Canais sociais

As mídias sociais fazem parte do dia a dia da maior parte dos brasileiros. Se antes elas atraiam apenas o público mais jovem, hoje já estão disseminadas entre todas as faixas etárias e classes sociais.

E o seu estabelecimento tem muito a ganhar quando investe em presença digital. Alguns benefícios são:

·         Facilita o diálogo com seus potenciais clientes.

·         Feedback em tempo real.

·         Aproximação do cliente à marca.

·         Humanização da marca.

·         Amplia a visibilidade do negócio, sem limitações geográficas.

·         Facilita o monitoramento de ações.

·         Redução de gastos em relação a estratégias de marketing tradicionais.

Porém, isso não quer dizer que você deve manter perfis em todas as mídias sociais. Você precisa, sim, definir quais fazem mais sentido para o seu negócio e em quais canais seus clientes estão.

Se você não fizer ideia de quais escolher, pode começar fazendo testes nas mais conhecidas (Facebook e Instagram, por exemplo) enquanto monitora a resposta do público.

Mas lembre-se sempre de ouvir seus clientes. Se você fazer isso, com uma pesquisa simples você pode ter um ponto de partida mais assertivo.

Mas apenas estar nas redes sociais não é suficiente, você precisa dar atenção a:

1) Interação com o seu público: de nada adianta criar um canal de comunicação se você o mantém fechado.

2)  Mantenha seus canais sempre atualizados: não há nada mais desanimador do que um perfil que nunca recebe atualizações. Isso pode passar a ideia de um estabelecimento desleixado e indiferente.

3)  Poste fotos e vídeos dos seus pratos: imagens relacionadas à comida sempre chamam atenção, isso é fato. Valorize os seus pratos e compartilhe fotos com seus clientes. Isso certamente vai ficar na mente deles na próxima vez que escolherem onde comer.

4)  Revele os bastidores: os clientes gostam de se sentir parte do processo, e o compartilhamento dos processos que ocorrem dentro da cozinha ajudarão a aproximá-los da sua marca.

Quer aprender mais? conheça nossas dicas de marketing digital para restaurantes. 

6 → Treinamento de vendas

Um bom atendimento aumenta (e muito!) as chances de um estabelecimento fazer sucesso.

O contrário também é verdade: um atendimento ruim pode representar um risco enorme para o seu faturamento, já que concorrência é o que não falta.

Logo, para criar uma boa reputação, você e seus funcionários devem saber vender – e isso vai muito além de tratar os clientes com cordialidade.

Passos simples, como a equipe conhecer os pratos e bebidas oferecidos no cardápio são essenciais para os clientes.

Além disso, os funcionários devem saber criar uma atmosfera onde o cliente sinta-se à vontade: nem pressionado, nem desassistido.

E claro, acima de tudo: garantir que os clientes saiam satisfeitos. Se você garantir isso, a probabilidade de aumentar o seu ticket médio também será maior.

7 → Invista no ambiente

O ambiente do seu estabelecimento transmite a identidade do seu negócio. Quando ele é atraente e bem planejado, os clientes tendem a permanecerem por mais tempo e a consumirem mais.

Como já falamos anteriormente, este ritual vai muito além de matar a fome: é uma experiência gastronômica.

Além disso, um espaço diferenciado pode ajudar muito no marketing do seu estabelecimento. Quando o espaço é bonito e desperta o interesse dos clientes, as chances de eles compartilharem a experiência com sua rede de amigos é muito maior.

Gostou das nossas dicas para aumentar a lucratividade do seu restaurante? Confira mais no nosso blog:

Aprofunde seu conhecimento e aumente a lucratividade do seu restaurante
Controle de Estoque: ferramenta e estratégias para melhorar sua gestão
Ferramentas de gestão para restaurantes: automatize sua operação e aumente seu lucro
Delivery Much, como funciona