4 erros que você não deve cometer ao abrir uma franquia de delivery

4 erros que você não deve cometer ao abrir uma franquia de delivery

Ao abrir uma franquia de delivery a falta de conhecimento do modelo de negócio e o alinhamento do empreendedor são dois dos principais erros cometidos.


Como falamos aqui, o crescimento do mercado de franquias segue expressivo em 2019: o balanço trimestral da ABF apresentou um crescimento de 5,9%, apenas no 2º trimestre de deste ano, gerando uma receita de R$ 43,122 bilhões. Sinal de que mais empreendedores estão vendo o modelo como uma forma segura de investir no próprio negócio.

Mais isso não significa garantia de sucesso. O franqueado precisa estar atento para não acabar cometendo os erros mais comuns de quem investe no modelo de franchising. Confira abaixo os 4 erros que você não deve cometer e conheça as lições de 3 cases de sucesso da Delivery Much.

MENU DE NAVEGAÇÃO

1 → Desconhecer o modelo de franchising
2 → Desconsiderar seu perfil de empreendedor
3 → Não ter interesse pelo próprio produto
4 → Ignorar os investimentos em marketing
5 → Cases Delivery Much

1 → Desconhecer o modelo de franchising

Acredite, este erro não é incomum! Muitas pessoas investem no modelo sem conhecimento algum (ou apenas com vagas noções) sobre o funcionamento do modelo de franquias. 

Da mesma forma, existem empreendedores que encaram as franquias como uma opção de sucesso garantido e como uma empresa que “se administra sozinha”.

Contudo, apesar de já ter um modelo testado e validado, uma franquia de delivery, assim como qualquer outra, precisa de muito empenho dos seus franqueados para prosperar. 

Para isso, os empreendedores contam com o suporte e o know-how da franqueadora, que irá direcionar as operações e ajudará a evitar o investimento em estratégias equivocadas. Mas o trabalho diário para fazer a franquia dar certo sempre vai depender do franqueado.

Quem vai investir no modelo, tem a obrigação de conhecer dois documentos que regulamentam o mercado de franquias: a Lei nº 8.955/94 (conhecida como a Lei de Franquias) e a Circular de Oferta de Franquias (COF).

Conhecer estes dois documentos é essencial para qualquer empreendedor.

Leia também: Franquias: vantagens e desvantagens de investir no negócio

2 → Desconsiderar seu perfil de empreendedor

Como você definiria o seu perfil como empreendedor? Você empreende por necessidade ou porque quer buscar novos objetivos profissionais? Quer realizar um sonho ou quer ganhar dinheiro? Sabe trabalhar em equipe ou prefere fazer as coisas do seu jeito?

Não existem respostas certas e erradas, mas analisar qual é o seu perfil como empreendedor é essencial para que você saiba se o modelo de franquias é o mais adequado para você. 

A franquia de delivery dá a segurança de pisar em um terreno mais firme, ao mesmo tempo em que oferece menos flexibilidade para o empreendedor modificar o negócio.

Logo, antes de investir no negócio, faça uma autoanálise e pense nas características que você está disposto a negociar e de quais você não abre mão. 

Conhecendo melhor o seu perfil, você diminui as chances de errar ao escolher abrir uma franquia.

3 → Não ter interesse pelo próprio produto

Este erro pode ser cometido por negócios de qualquer setor, mas vamos dar o exemplo do delivery de comida. 

Imagine investir em uma franquia do setor que você não conhece e nem tem interesse em pesquisar sobre o mercado de alimentação? 

As chances de o seu negócio entrar para as más estatísticas do mercado e fechar as portas antes de completar 2 anos são grandes.

Então, antes de optar por uma franquia ou outra, pense que você precisará trabalhar com isso todos os dias. De nada adianta investir em uma franquia de comida simplesmente por que você gosta de comer ou pior ainda se não domina minimamente o setor, ou porque o segmento está em alta, ou por que tem muita gente lucrando com isso. 

Da mesma forma, você não pode contar que o suporte da franqueadora sozinho vai livrar você da responsabilidade de estudar todos os detalhes sobre o mercado em que está se inserindo, ou mesmo de ir atrás de parceiros no setor de alimentação para suprirem a demanda do delivery.

Se você tem dúvidas sobre qual franquia investir, selecione duas ou três áreas do seu interesse e parta sua busca daí. Afinal de contas, se você não gosta de trabalhar com o que está vendendo, como espera convencer os seus clientes a comprarem de você?

Confira também: Vale a pena investir no mercado de alimentação?

 4 → Ignorar os investimentos em marketing

Logo que você abrir a sua franquia de delivery, os pedidos vão começar a chegar, certo? A essas alturas você já deve ter entendido que não é bem assim. 

Mas este é um ponto que vale a pena ser reforçado independentemente da etapa em que você se encontra na sua jornada empreendedora.

As estratégias de marketing vão muito além da propaganda que você faz da franquia. É preciso criar valor em torno do seu negócio e fazer com que as pessoas desejem fazer parte dele. 

E se engana quem pensa que essa é uma tarefa da franqueadora. A empresa dará a orientação e o suporte que o empreendedor precisa, mas a responsabilidade de colocar as estratégias em prática é do franqueador.

Esteja presente nas mídias sociais, invista em e-mail marketing, faça parcerias com outros negócios locais para fortalecer a divulgação e, se possível, mantenha um blog atualizado com conteúdos que atraiam o seu público. 

Não tenha medo de investir em ideias diferentes, desde que respeitem o público e o perfil da franquia. Isso vai ajudar o seu negócio a ser conhecido localmente e, aí sim, você pode se preparar para alcançar os primeiros resultados.

Saiba mais aqui: Entenda a importância do marketing digital para franquias

5 → Cases Delivery Much

Na Delivery Much, hoje o maior app de delivery do interior do Brasil, há inúmeros cases de empreendedores que superaram os obstáculos iniciais e hoje possuem unidades de alto rendimento e sucesso na rede de franquias. Confira abaixo:

Enzo de Rosso Thaddeu – franqueado DM de Cacoal /RO

Segundo de Rosso, suas principais dificuldades no início do negócio foram a barreira tecnológica e a inexperiência comercial, que dificultava as vendas. 

Ele conta que um dos deslizes durante o processo de conquista de usuários foi apostar em brindes. 

Além disso, o empreendedor destaca que “viciar os usuários em cupons” é um erro que ele não o cometeu, por não acreditar na estratégia, mas que vê muitos empreendedores falhando neste ponto. 

“Nós não somos só uma empresa de cupom de descontos, nós representamos as pessoas, elas se identificam com a gente. Elas sabem que tem pessoas por trás. Pessoas que podem contar e conversar com elas.”. completa Enzo.

A aposta em empreender em uma cidade de interior também é outro ponto destacado por de Rosso, que sente que as pessoas se engajam mais e se enxergam na empresa. 

“Em capitais há uma variedade muito grande de linguagens, então você alcança o público, mas não conversa com ele.”, finaliza ele.

Allan Galdino de Faveri – franqueado DM de Dracena/SP

Um grande aprendizado do empreendedor veio depois de tentar replicar o sucesso da franquia de Dracena na cidade vizinha Junqueirópolis. 

O número de restaurantes era limitado e apenas 5 aderiram ao aplicativo. Destes, 4 tiveram problemas administrativos internos, desde não conseguir atender a demanda até encerrar as atividades. 

Com base neste aprendizado, hoje Faveri destaca a importância de focar esforços na pluralidade e substituição. 

“Hoje tenho no Delivery ao menos dois parceiros de cada produto, pois se houver problema em um, o usuário ainda tem um fornecedor daquele produto”.

Além disso, ele frisa que, para conseguir entregar valor, é importante estar presente e disponível para resolver problemas. “(…) pelo olhar do restaurante, ele não quer saber do motivo pelo qual o sistema não está funcionando, ele quer uma solução”.

Samara e Alexandre Pradella – franqueado DM de Carlos Barbosa/RS

O casal enfrentou uma barreira complicada no início da implantação da franquia da DM. “Cheguei nos restaurantes e em muitos deles não havia computador.”, relembra Alexandre. 

Além do desconhecimento local, a atuação anterior de um grande player na cidade não obteve sucesso e deixou uma péssima impressão em alguns empresários, o que tornou a resistência ainda maior.

O fato de ambos serem da cidade foi crucial para superar os empecilhos. “Conseguíamos quebrar as barreiras pela confiança, em alguns casos fornecemos equipamentos para iniciar as atividades. Mas o fato de poder contar com o nosso suporte dá muita segurança a eles.”, completa Samara.

Agora que você já sabe mais sobre o investimento em franquias de delivery, que tal conhecer mais sobre o maior player do mercado no interior do país? Confira aqui como funciona a Delivery Much e seja dono de uma franquia sua cidade.