Gestão de cadeia de suprimentos: o que é e como fazer

Gestão de cadeia de suprimentos: o que é e como fazer


Investir em um bom gerenciamento do seu negócio é fundamental tanto para lidar com mudanças comportamentais quanto para encarar momentos de crise.


Já falamos aqui no blog sobre como o comportamento do consumidor mudou. Isso pode ser sentido diretamente através dos alimentos escolhidos nas gôndolas dos supermercados ou consumidos em restaurantes, mas as transformações vão muito além para quem atua no setor.

A mudança nos hábitos de consumo também impacta diretamente na cadeia de suprimentos de um negócio. Para mantê-lo funcionando de forma saudável e sem sustos, é indispensável olhar para as tendências de mercado e para o comportamento dos seus clientes. 

Nos tópicos abaixo, explicamos a importância de uma boa gestão da cadeia de suprimentos e como aplicá-la no seu negócio.


MENU DE NAVEGAÇÃO

1 → O que é uma cadeia de suprimentos?

2 → Por que é importante fazer uma boa gestão

3 → Como fazer uma boa gestão de sua cadeia de suprimentos


1 → O que é uma cadeia de suprimentos?

Antes de tudo, é preciso entender o que compreende uma cadeia de suprimentos. Em linhas gerais, ela engloba diversos setores de uma empresa, além de passar por fornecedores, transportadores e clientes finais. Estratégias e integração de processos também estão envolvidos na gestão.

Algumas das atividades que fazem parte da gestão de uma cadeia de suprimentos são:

  • Seleção e relacionamento com fornecedores;
  • Compra de insumos;
  • Fabricação de produtos;
  • Transporte;
  • Gestão do fluxo de materiais;
  • Coordenação de fornecedores, transportadores e clientes;
  • Comunicação entre os setores que fazem parte da cadeia de suprimentos.

A complexidade da área demanda a integração de diversos setores da empresa, como o de compras (que lida diretamente com fornecedores), estoque (responsável por manter o fluxo constante de insumos e averiguar a qualidade), vendas (além da venda final, também fornece informações importantes para a tomada de decisões), marketing (aumenta o volume de vendas), jurídico (garantir a segurança legal entre empresas e fornecedores), TI (agilidade e informatização dos processos) e RH (retenção e treinamento dos colaboradores).



2 → Por que é importante fazer uma boa gestão

Imagine não ter controle das entradas e saídas do seu estoque, ou perceber que os envios estão sendo feitos para endereços errados. Mais do que gerar uma crise, descuidos como esses podem prejudicar a imagem da sua marca e colocar o negócio em risco.

A boa gestão da cadeia de suprimentos garante vantagem competitiva à sua empresa. Ela também auxilia na redução de custos e aumento de receitas, bem como permite a compra planejada de suprimentos e a previsão de padrões de inventário.

Outro benefício importante é a satisfação dos clientes. Uma gestão consciente, que leva em consideração fatores internos e externos (como a mudança de comportamento dos consumidores, que comentamos no início do artigo) é importante para aumentar as taxas de retenção dos clientes. Não é preciso lembrar que, em cenários de crise econômica, as empresas que escutarem seus clientes e incorporarem os feedbacks na gestão do negócio como um todo têm maiores chances de se manterem como uma escolha de compra.

3 → Como fazer uma boa gestão de sua cadeia de suprimentos

Confira os principais pontos que devem ser levados em conta para a boa gestão de uma cadeia de suprimentos:

Saiba coordenar suas equipes 

este ponto diz respeito não apenas a sua equipe interna, mas também aos fornecedores e transportadores que fazem parte da sua cadeia. Invista em manter uma comunicação transparente e eficiente, deixando evidentes os objetivos da empresa e os padrões de qualidade que devem ser seguidos.

Faça análise de resultados 

para planejar as estratégias futuras, você precisa entender o que deu certo até agora. Por isso, valorize as análises de resultados, corrija o que precisar de mudanças e dê os próximos passos com mais segurança.

Use a tecnologia como sua aliada 

softwares de gestão são importantes recursos para manter a organização da cadeia produtiva e logística. Existem diversas opções disponíveis do mercado que se adaptam à realidade de cada empresa. Dessa forma, tanto as grandes quanto as pequenas empresas podem se beneficiar desse tipo de solução.

Seja flexível para responder rápido ao mercado 

ainda que a gestão envolva diversos processos, isso não significa enrijecer a cadeia como um todo. Isso confere lentidão e demora na resposta da empresa às mudanças constantes do mercado. Por isso, invista em planejamento e objetivos de curto e longo prazo, mas procure manter a flexibilidade e esteja sempre atento às respostas dos consumidores.

Nunca ignore tendências: 

este ponto está diretamente ligado ao anterior. Não deixe de acompanhar o que o mercado apresenta em relação a comportamentos de compra. Conheça desde as tendências de alimentação até a influência da tecnologia no consumo de comida.

Faça análise de riscos

nunca é demais reforçar a importância de estar preparado para problemas externos que fogem do seu controle. Uma crise pode ser causada tanto por um problema com fornecedores quanto por uma crise econômica global, Por isso, pense em todos os cenários que podem colocar em risco a saúde da sua empresa e trace planos de ação para cada caso. 

Gostou do conteúdo? Confira mais sobre o mercado de alimentação:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *